Priscila, único nome feminino de Marabá disputando uma vaga à AL

Publicado em 14 de julho de 2014

 

Priscila 2Das últimas três décadas,  quando as mulheres da região cerraram os punhos e saíram às ruas em busca de direitos, respeito e prioridade aos seus pleitos, o ano de 2014 pode ser marcado como aquele no qual a população feminina não teve praticamente nenhuma voz a lhe representar numa eleição.

Ao longo desse período, particularmente Marabá desfrutou a agradável satisfação de conduzir à Assembleia Legislativa deputadas como Elza Miranda, Cristina Mutran, Bernadete ten Caten,  na esteira de árduas disputas que contavam com as presenças de diversas candidatas.

Depois de anunciada pela TRE a relação dos candidatos  que disputarão o pleito de 2014, o sexo feminino será representado tão somente pela ex-coordenadora do Comitê Gestor do Bolsa Família em Marabá, Priscila Veloso (foto).

Como a Justiça Eleitoral está praticamente referendando a retirada da eleição do nome de Bernadete ten Caten, as mulheres do município terão na voz de Priscila a sua única representação, numa disputa cerrada contra marmanjões nem sempre antenados com as demandas femininas.

Motivações, portanto, não faltarão para que as mulheres de Marabá abracem o nome de Priscila.

Jovem, comprometida com as causas das “meninas” regionais, detentora de boa imagem e discurso, Priscila é o único  sopro feminino disponível.

De cara, o blog vê com bastante clareza a necessidade do eleitorado feminino cercar de máximo cuidado o nome de Priscila.

Não apenas vê, como também se posicionará editorialmente favorável à  causa do município ter uma  candidatura feminina.

Marabá precisa eleger uma mulher deputada estadual, para que essa voz repercuta, no plenário da AL, as demandas, preocupações e bandeiras historicamente comuns à causa feminina.

——————–

Atualização às 16:37

Na liberação inicial da lista do TRE, consultada pelo blog,  constavam apenas os nomes das candidatas Bernadete ten Caten e de Priscila Veloso.

Houve retificação da lista com a sua republicação, já constando os nomes das candidatas Bispa Edna (PR) e  de Professora Cláudia (PMDB).

Portanto,  Marabá terá quatro candidatas a deputada estadual, caso a Justiça homologue o registro de Bernadete ten Caten (PT).