Principal palco esportivo do Pará, Mangueirão chega à marca de 50% das obras concluídas

O Estádio Estadual Jornalista Edgar Proença, o Mangueirão, está com a metade das obras de reconstrução e modernização concluídas.

A principal praça esportiva do Pará não recebia grandes melhorias há mais de 20 anos e vinha sofrendo com problemas estruturais.

– Nossa equipe técnica realizou uma avaliação utilizando toda a tecnologia necessária, através de raio-x, ultrassom na parte estrutural para que pudesse ser feito um diagnóstico completo das condições do estádio. Foi então diagnosticada a necessidade e urgência de uma intervenção corretiva e preventiva que oferecesse mais funcionalidade e segurança para a realização de eventos – destaca o secretário de desenvolvimento urbano, Ruy Cabral.

A reforma do Mangueirão iniciou em fevereiro de 2021, com um orçamento em torno de R$ 146 milhões. A principal mudança é ampliação da capacidade para 51 mil torcedores. Antes, a capacidade total era de 45 mil, mas, por problemas estruturais, estava liberado apenas 35 mil pessoas.

A parte estrutural estava em estágio avançado de corrosão, com risco de colapsar. Essa situação estava evidente nas lajes da cobertura, como também em desplacamentos identificados na parte inferior dessas coberturas, com as armaduras expostas.

O projeto de reforma do estádio irá atender todos os padrões exigidos pela Confederações Sul-Americana e Brasileira de Futebol – Conmebol e CBF. Com isso, o Pará vai poder voltar a receber jogos de nível internacional, além de shows e outros eventos esportivos, se tornando uma arena multiuso.

O Governo do Pará tem o desejo de reinaugurar o Mangueirão com um amistoso da seleção brasileira, como preparação para a Copa do Mundo, no Catar. A última partida do Brasil antes do mundial será no dia 27 de setembro.

 

A praça esportiva terá ampliação de 48 para 56 catracas, implementação de rampas exclusivas para o setor cadeiras, novos elevadores e vomitórios (tunel que dá acesso para as arquibancadas). O novo Mangueirão contará com 10 rampas de acesso – antes eram somente duas.

A pista de atletismo será trocada por uma nova e com tecnologia avançada. A drenagem também está sendo refeita, assim como o gramado será trocado pela grama “bermuda celebration”, que é de fácil adequação a qualquer tipo de clima.

A sustentabilidade também está incluída na reforma, com a instalação de células fotovoltaicas em toda a cobertura e sistema de aproveitamento de água da chuva.

Serão feitos novos vestiários, além de remodelação das áreas de convivência e bancos de reserva, bem como a modernização de todo o sistema de irrigação. As cabines de imprensa estão recebendo melhorias para atender as normas vigentes para os profissionais. Os camarotes vão passar de seis para 32 e áreas de bares e restaurante estão sendo criadas.

A área externa também está sendo reformada com serviços de terraplenagem, drenagem e pavimentação. Vão ser geradas novas vagas de estacionamento, passando de 1.400 para 3.000. (Fotos Bruno Cecim- AgênciaPará)