Cosanpa reata diálogo com Prefeitura

 

As relações civilizadas entre a Prefeitura de Marabá e a Cosanpa foram reatadas pelo novo presidente do órgão, Luciano Lopes Dias, em audiência solicitada ao prefeito João Salame.

O gesto de cordialidade marcou o encontro, reabrindo o canal de diálogo entre as duas instituições que não mais existia, desde a  gestão passada da companhia de saneamento.

.  o novo presidente da Cosanpa, Luciano Lopes Dias, se encontrou com João Salame, em audiência no gabinete

Na avaliação de Luciano e Salame, o encontro teve o objetivo de estreitar relações e buscar uma solução consensual aos problemas que a companhia de águas vem causando na cidade, sobretudo em relação às obras de asfaltamento que a prefeitura tem realizado.

João Salame cobrou do gestor da Cosanpa providências sobre as valas abertas em várias ruas da cidade – muitas logo após a prefeitura ter pavimentado a via -, as quais demoram a ser fechadas e quando acontece a recuperação esta é de baixa qualidade. “Precisamos de uma solução para esses problemas para que a recomposição seja boa e de qualidade”, salientou o gestor municipal.

João Salame lembrou que ruas, como as do Novo Horizonte, no Núcleo Cidade Nova, foram asfaltadas e logo depois a Cosanpa abriu valas para colocar tubulação, prejudicando o asfalto feito recentemente.

Ele citou como exemplo a Avenida Tocantins, onde quebraram os bloquetes e, na recomposição, colocaram uma camada de cimento e apenas riscaram o desenho da antiga pavimentação, para simular a recolocação dos blocos de concreto.

O secretário de Obras, Antônio de Pádua, ressaltou, por sua vez, que as empresas que prestam serviço para a Cosanpa devem colocar uma camada de 20 centímetros de asfalto, no mínimo, o que não está sendo feito.

O gestor municipal também solicitou um cronograma das ruas em que a Cosanpa vai trabalhar, para que a prefeitura programe as suas ações de pavimentação e, desse modo, as ruas, após, asfaltadas não sejam rasgadas para a colocação de tubos.

Na opinião de Luciano Dias, a reunião com o prefeito de Marabá foi importante para traçar os planos de saneamento para o futuro do município, uma vez que o órgão está investindo em Marabá R$ 300 milhões, em água e esgotamento sanitário.

Ele disse ainda que vai levar a reivindicação de João Salame para que a Cosanpa melhore a qualidade do trabalho na recomposição das ruas que estão sendo abertas.

“Vamos também programar as ações da Cosanpa em sintonia com aquilo que o município deseja realizar de obra em Marabá, principalmente no quesito asfaltamento, para que a gente não possa chegar depois do município e abrir uma rua recém-asfaltada”, afirmou o gestor da Cosanpa.

Além do secretário de obras e Viações Públicas, também participaram da reunião o secretário de Planejamento, Roberval Rodrigues, e o superintendente de Desenvolvimento Urbano de Marabá, Gilson Dias.

    Com informação de Alessandra Gonçalves  / Foto: Dinho Aires

Luciano Dias, à direita, e Salame.
Luciano Dias, à direita, e Salame.