Presidente da Câmara de Marabá explica o que falta para cadastramento dos motoristas de Uber e 99

Publicado em 23 de junho de 2021

Finalmente, os motoristas dos aplicativos 99 e Uber poderão trabalhar em Marabá sem serem perseguidos por agentes de trânsito.

Isto porque  foi aprovada alteração da Lei 17.949/19, que definiu que todos os motoristas de aplicativos poderão trabalhar em Marabá.

Um dos vereadores que lutaram pela regulamentação  dos motoristas  Uber e 99, Pedro Correa, presidente da Câmara Municipal de Marabá, revela que  há dois passos a serem seguidos, até a legalização final do trabalho dos motoristas.

O primeiro é  a publicação da alteração da lei e, em seguida, realizar o cadastramento dos motoristas dos dois aplicativos que estavam impedidos de trabalhar legalmente.

“Estamos chegando ao fim  da tramitação  desses procedimentos legais que irão amparar a atividade daqueles que não estão ainda cadastrados. É bom dizer que, mesmo não mantendo filial em Marabá, o 99 e Uber poderão exercer sua atividade”, disse Pedrinho.

Dos aplicativos existentes em Marabá, os motoristas das plataformas 99 e Uber tiveram que praticamente parar suas atividades diante da rígida fiscalização do Departamento  Municipal de Trânsito, em razão das duas empresas não terem na cidade filial e nem matriz, conforme prevê a legislação.

Depois de muitas pressões por parte da sociedade e dos próprios motoristas das duas plataformas, as autoridades do município decidiram pelo cadastramento dos cerca de 350 motoristas Uber e 99,  mesmo que não tenham suas representações físicas na cidade.