Hiroshi Bogéa On line

Prefeitura esclarece sobre propaganda

 

 

Com pedido de publicação,  a Ascom encaminha Nota de Esclarecimento da Prefeitura de Marabá a respeito de ação do Ministério Público representando contra a afixação de outdoors na cidade com propaganda das obras da administração pública:

 

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Prefeitura de Marabá entende que o Ministério Público não pode ursurpar a função privativa da justiça. Somente a justiça pode mandar retirar as placas publicitárias. O Ministério Público pediu, mas a Prefeitura não foi nem citada ainda.

O que for determinado pela justiça com certeza será acatado pela Prefeitura, como sempre aconteceu nesta gestão.

Post de 

17 Comentários

  1. Anônimo

    12 de junho de 2012 - 21:42 - 21:42
    Reply

    Sou Morador da Marechal,av.da Orla Nunca me esqueço quando um ex. prefeito de Marabá estava sendo cassado,fez um Passei de Barco. com representante da Justiça do Pará,com direito de petiscos e wisk.parece-me que foi filmado na época.Quero até parabenizar os integrantes do MP atual pela descrição.se o gestor atual convidar alguêm do foro,será para algum culto ou inauguração de alguma obra.

  2. Verdadeiro

    8 de junho de 2012 - 08:08 - 8:08
    Reply

    Uma coisa é fato, alguns comentários desvirtuam totalmente o que é o papel do MP, que deveria ser respeitado, os promotores são pessoas sérias, não estão defendendo A ou B, estão fazendo seu papel de fiscalizador, o prefeito é o centro das atenções porque ele procura isso, o culpado é somente ele, o MP está cumprindo o que manda a lei, no episódio da propaganda extemporânea, para os leigos o prefeito está sendo perseguido (ignorância), mas a verdade que ele realmente transgrediu a lei de propaganda institucional, um exemplo é os anos anteriores, alguém viu essa enxurrada de propaganda institucional? Com certeza não, mas como é um ano eleitoral e vendo a decadência de seu governo, bate o desespero e passar a infringir regulamentos, fico feliz que o MP está alerta, assim garante o fator isonômico entre os pré -candidatos.

  3. Anônimo

    7 de junho de 2012 - 18:29 - 18:29
    Reply

    Esse anonimo das 14:02 e um fanâtico vai acabar enlouquecendo tentando falar bem de seu “Barão de Münchhausen” “Maurino”

  4. Anônimo

    7 de junho de 2012 - 14:02 - 14:02
    Reply

    É isso mesmo não estamos acustumado, a vê obra desta magnitude,é normal ajuste e concertos em obras quando fiscalizada pela Camara de Marabá e Prefeitura.e que na gestão tenha um prefeito democrático.é melhor evitar transtorno do que conviver com problemas no futuro.foi o que a Júlia Rosa com propriedade observou.Ao contrário o que fizeram na praça Duque de Caxias,Na orla e na via da vila Santa Rita.Na praça desviaram o curso do vento,tiraram o tradicional ponto de taxi,tiraram a visão da outra parte da praça,fizeram tudo errado.-Na Orla,toda a parte de pavimentação com poucos meses foram rachando e afundando.logo após a parte inaugurada teve varios reparos.Na via da Vila Santa Rita.Fizeram uma porcaria que até hoje dispensa-se comentário.Omissão Generalizada de todos os poderes responsáveis pelo nosso Municipio.Se formasem uma comissão de tecnicos,engenheiros,arquitetos,especialistas em obras pequenas. como pavimentações,drenagem,praças,trabalhos de arruamento,colégios que foram feitos em Gestões anteriores iriam morrer do coração.Fizeram um faz de conta em Marabá.Nunca teve Agúa boa,Ruas sem drenagem,Pavimentação de mal qualidade,Transporte Péssimo,Ruas Esburacadas,Zona Rural abandonada,Sem Aterro Sanitário,Moto-Taxi e Taxi Lotação em pé de guerra,Apenas 3 casas de Saúde para atender todas as regiões proxima a Marabá,Sem faculdade de Médicina,sem Cadastro para politicas publica Federal.com poucos meses seis mil desempregados do setor siderúrgico,monopólio de vários setores que geram emprego.emfim tudo isso foi repassado para o senhor Maurino.achando pouco envestiram em uma perseguição implacável e covarde no entuito de Facilitar o Retorno dos que apenas Maquiaram Marabá.para enganar os desavisados..Marabaense que procura saber da verdade.

  5. jose n. filho

    7 de junho de 2012 - 11:09 - 11:09
    Reply

    uma vergonha essa transamazônica, nunca vi uma obra tão bagunçada e mal feita. Parabens senhor prefeito aquele retorno na folha 33 é a melhor demonstração da qualidade do seu trabalho, uma p*%#&$$, o dia que esse transito for totalmente liberado nessa rodovia vamos ver acidentes como marabá nunca viu. As vezes as pessoas dizem q marabá é o fim do mundo e eu defendo minha cidade, mas estou me convencendo disso, porque ninguém faz nada pra mudar a bagunça daki!!!!!

  6. Paulo Pereira

    6 de junho de 2012 - 19:14 - 19:14
    Reply

    Caros comentaristas.

    O Ministério Público é o fiscal da Lei e onde estiver a transgressão aí deverá estar o Ministerio Público para reconduzir as coisas ao leito da legalidade.Infelizmente nosso Prefeito tornou-se um contumaz infrator da Lei e porisso é tão assíduo nas ações do M.P e, até como infrator das letras divinas, pois cita constantemente frases que não pertencem a nenhum dos evangelhos e sim a um Quinto Evangelho, escrito por ele, quem sabe.Em lugar nenhum da Biblia voce encontra a citação de que “nenhuma folha cai de uma árvore sem que a vontade de DEUS se manifeste”, mas encontra JESUS dizendo: “sem MIM nada podeis fazer” que é o texto correto, que demonstra o dominio completo do SENHOR sobre todas a natureza e que devia ser citado pelo nosso alcaide.Até como falsificador da Palavra de DEUS tornou-se fregues do Ministério Público.Que fazer?

  7. anonimo

    6 de junho de 2012 - 12:13 - 12:13
    Reply

    O ministerio publico de Maraba persegue o prefeito desde que ele assumiu a PMM.Lembro que o MP perseguiu o prefeito porque ele sempre que falava dizia que ^Nenhuma folha de arvore caia sem a autorização de Deus^. Pela demonstração de perseguição o MP parece atrelado a interesses politicos.

  8. quem planta chuva, colhe tempestade...

    6 de junho de 2012 - 11:44 - 11:44
    Reply

    Me permita Hiroshi, a prefeitura não ESCLARESSE, ninguém fica convencido que só fará o que é certo depois de avisado pela justiça, o certo e o errado estão patentes neste caso, onde está a dúvida? Portanto a prefeitura na figura do prefeito escamoteia os fatos para que as placas surtam o efeito publicitário por mais tempo que puder, de sorte que para os mais esclarecidos o resultado será inverso e ficará a certeza, se o prefeito faz isso a luz do dia, na beira da transamazônica, o que não faz a sorrelva?

  9. quem planta chuva, colhe tempestade...

    6 de junho de 2012 - 11:37 - 11:37
    Reply

    Anônimo
    junho 6th, 2012 at 9:48
    “o mau do MP e penssar q manda …. quem manda e o Justiça…”
    O mal de muitos e eu me incluo nestes é falar sem conhecimento, me permita, quem manda é a lei e a justiça age em defesa da lei, o contrário disso se chama ilegalidade, resta alguma dúvida pra vc quanto a ilegalidade das placas? As obras são da prefeitura? Ainda que fosse legal, seria imoral…

  10. Anônimo

    6 de junho de 2012 - 10:42 - 10:42
    Reply

    o MPE faz o que mesmo? Ninguém sabe, ninguém viu…O casa do Promotores Públicos e Procuradores Federais é o mesmo caso do aumento de número de vereadores. Não precisamos de mais, precisamos que os que estão lá trabalhem.

  11. Anônimo

    6 de junho de 2012 - 09:48 - 9:48
    Reply

    o mau do MP e penssar q manda …. quem manda e o Justiça…

  12. Verdadeiro

    6 de junho de 2012 - 07:17 - 7:17
    Reply

    O anônimo deve ser alguém que está mamando nas tetas da PMM, nem tem noção do que fala, parceria sim, aproppriação indébita não, é isso que ele está fazendo, colocando propaganda extemporânea da PMM em obras federais, é a cara dele, aténa obra da Vale na escola Oneide Tavares colocaram placas nomeando a obra como se fosse deles.

  13. Ricardo

    6 de junho de 2012 - 00:08 - 0:08
    Reply

    E antes que algum anencefalo diga que a culpa é dos engenheiros, eu ja digo logo que naoné pois o prefeitoné o autino, ele tina o poder com prefeito de nao ter autorizado as mudancas.

  14. Ricardo

    6 de junho de 2012 - 00:00 - 0:00
    Reply

    Anônimo das 20:56, to vendo que você conhece mesmo as coisas, ta explicado ser eleitor do Maurino. A contrapartida da prefeitura segundo seu próprio site foi de 18 milhões, esse teu aproximadamente ta muuuuito longe pra chegar em 20. E outra, Maurino não tá de parabéns não, pois podia ser o prefeito que fosse e a obra sairia. Inclusive ele que fez merd@, pois a obra mal acabou e já começa com deficiência, onde ja se viu uma BR construída em pleno século 21 e tem um semáforo freando o trânsito? Você podia era investigar o porque da falta do viaduto em frente a loja da yamada, ops, falei demais.

  15. Anônimo

    5 de junho de 2012 - 20:56 - 20:56
    Reply

    Duplicação,obra mais importante que Marabá já recebeu.por meio de parcéria governo federal que investiu mais de R$ 90 Milhões e a prefeitura de Marabá,que garantiu a contrapartida aproximadamente R$ 20 Milhões.Parabéns Lula e Dilma.Parabéns Maurino Magalhães.

  16. quem planta chuva, colhe tempestade...

    5 de junho de 2012 - 19:57 - 19:57
    Reply

    A prefeitura está agindo matreiramente, afinal sabe que é imoral o que está fazendo, mas “enquanto não for notificada” não vai tirar as placas, teria alguma dúvida a prefeitura quanto a paternidade(maternidade) do MINHA CASA MINHA VIDA? A passarela em frente ao INSS foi pintada com tinta que a torna invisível? A duplicação da transamazônica é obra da prefeitura? Por que precisaria ser avisado pelo ministério público para repor a verdade?

  17. Antonio Carlos Pereira

    5 de junho de 2012 - 14:11 - 14:11
    Reply

    Não seria o caso da Ascom consultar antes para não remediar depois ? Em 05.06.12, Mba.-Pa.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *