Hiroshi Bogéa On line

Prefeitura de Marabá divulga informações sobre a vacinação contra Covid-19

Abaixo, release da Prefeitura Municipal sobre  o calendário de vacinação contra  a Covid-19 no município de Marabá.

 

 

Até a última quinta-feira, dia 04 de fevereiro, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) já havia vacinado 2.512 profissionais de saúde, além dos 43 idosos residentes no Cipiar e Lar São Vicente. A vacinação tem sido feita através da equipe Extra Muro, que atuou in loco pela cidade. Atualmente a vacinação ocorre em um posto fixo no Centro de Especialidades Integradas (CEI).

Segundo Nota Técnica, a primeira etapa da primeira fase da vacinação contemplou os profissionais de saúde que trabalham na linha de frente do Covid-19, dentro dos hospitais da cidade. As equipes de vacinação se mantiveram ao longo da primeira semana no Hospital Regional e no Hospital Municipal de Marabá.

A segunda etapa da primeira fase de vacinação está vacinando profissionais que trabalham na assistência à síndrome gripal. “Profissionais que trabalham de alguma forma diretamente com pacientes de síndrome gripal, na assistência direta com esses pacientes”, explica a enfermeira Cinthia Mendes, da Coordenação de Imunização da SMS. Haverá ainda uma terceira etapa de vacinação com os profissionais de saúde em geral.

É importante que os profissionais de saúde da linha de frente do Covid, ou que tenham contato com pacientes de síndrome gripal, que ainda não se vacinaram, busquem o CEI, das 8h às 18h, para realizar a vacinação.

Para serem vacinados, os profissionais de saúde devem portar a declaração especificando que trabalham em atendimento direto com pacientes Covid-19, assinada e carimbada pelo gestor do local em que trabalha, além de Carteira de Trabalho e/ou Carteira de Identificação Profissional. “Só vacinamos com comprovação do vínculo com a saúde e o trabalho de frente direta com pacientes com sintomas Covid. Tanto para profissionais da rede pública, como privada”, complementa Cynthia Pombo, coordenadora do Extra Muro.

Ela reforça a Nota Técnica do Governo do Estado que discrimina quem deve ser vacinado. “Tem gente querendo se vacinar que não tem contato direto com paciente de síndrome gripal. É esse pessoal que deve ser vacinado no momento. Na sequência prosseguimos para as outras etapas da Campanha”, completa. A equipe do ExtraMuro já realizou visitas a laboratórios, clínicas particulares e Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município.

Até aqui o município já recebeu 3.119 doses de vacinas, sendo 1609 doses da Coronavac, produzida empresa chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan e 1510 doses da vacina de Oxford, imunizantes produzidos pela biofarmacêutica AstraZeneca, elaborada em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Após o fim de todas as etapas da primeira fase de vacinação na cidade, seguindo a recomendação da Sespa, a 2º fase da campanha abarcará os profissionais de segurança pública na ativa, idosos de 60 a 79 anos de idade, idosos a partir dos 80 anos e povos quilombolas . Na 3º fase serão priorizados indivíduos que possuam comorbidades, como diabetes, hipertensão e obesidade.

A 4º fase será para profissionais da educação, Forças Armadas, funcionários do sistema penitenciário, população privada de liberdade e pessoas com deficiência permanente severa.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *