Hiroshi Bogéa On line

Prefeitura de Marabá vai garantir vagas de emprego para internos da Susipe

 

Da Agência Pará:

 

A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) firmou nesta segunda-feira, 17, uma parceria que vai garantir emprego para 30 detentos nas secretarias municipais da Prefeitura de Marabá. A assinatura do convênio com a prefeitura da cidade aconteceu na Câmara Municipal e contou com a presença do prefeito João Salame, de vereadores, representantes do Tribunal de Justiça e Ministério Público do Estado, e internos que farão parte do projeto.

Denominado “Libertação: Liberdade, Trabalho e Ação”, o convênio vai beneficiar internos de regime semiaberto custodiados no Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (CRAMA). Os detentos realizarão atividades laborativas diversas, de acordo com o grau de instrução, profissionalização e disponibilidade de vagas ofertadas pela administração municipal.

Agnaldo Reis, de 36 anos, será um dos internos beneficiados pelo projeto. Cumprindo pela há três anos, ele disse estar feliz em poder trabalhar fora do presídio. “Faltam oito meses para eu ganhar minha liberdade e esse trabalho vai ajudar a mostrar que mudei de vida”, contou o detento que foi condenado por tráfico de drogas, mas antes de ser preso possuía um negócio próprio. “Quando sair quero remontar minha oficina de manutenção elétrica e cuidar da minha família, pois sei como é difícil conseguir uma oportunidade sendo um ex-presidiário”, afirma.

Os internos vão receber remuneração de ¾ do salário mínimo vigente, conforme o artigo 29, da Lei de Execução Penal (LEP) 7.210, além da remissão de um dia pena, a cada três dias de trabalho. Marabá é o terceiro município do Pará a absorver mão-de-obra carcerária, depois dos municípios de Santa Izabel e Belém. “Esse convênio é bom para os internos e bom para a cidade de Marabá. Esse projeto é uma excelente oportunidade para por em prática um trabalho social. Eu estou confiando que cada detento vai aproveitar e mostrar para toda a sociedade que mudaram e merecem novas oportunidades”, informou o prefeito João Salame.

Atualmente, a Susipe tem 19 convênios com empresas públicas e privadas ofertando emprego para 341 internos, que somados a outros tipos de contratos garantem trabalho para quase 1.800 detentos no Pará, um aumento de cerca de 90% somente nos últimos dois anos. “Não existe prisão pérpetua e pena de morte no Brasil. Temos que ter consciência que os presos um dia voltarão para a sociedade e por isso é preciso prepará-los para que voltem melhor à sociedade”, ressaltou disse o superintendente da Susipe, André Cunha.

Os internos começam a trabalhar já na semana que vem e a intenção é expandir projetos de reinserção social como esse para outros municípios do Estado. “Já há interesse de cidades como Abaetetuba, Paragominas e Tome-Açu em usar os detentos nos serviços municipais. Vamos entrar em contato para ajustar detalhes e expandir parcerias,” explicou a gerente da Divisão de Trabalho e Produção da Susipe, Izabel Pounçadilha. (Texto: Timoteo Lopes /// Foto ÉRIKA TORRES)

 A assinatura do convênio com a prefeitura da cidade aconteceu na Câmara Municipal e contou com a presença do prefeito João Salame, de vereadores, representantes do Tribunal de Justiça e Ministério Público do Estado, e internos que farão parte do projeto.
A assinatura do convênio com a prefeitura da cidade aconteceu na Câmara Municipal e contou com a presença do prefeito João Salame, de vereadores, representantes do Tribunal de Justiça e Ministério Público do Estado, e internos que farão parte do projeto.

 

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *