Hiroshi Bogéa On line

Prefeito se reúne com Juiz da Vara do Trabalho

 

 

João Salame, atual prefeito de Marabá se reuniu, nesta quarta-feira (06), com o juiz titular da Vara do Trabalho e diretor do Fórum Trabalhista em Marabá, Jonatas dos Santos Andrade. A audiência foi pautada para abordar assuntos referentes à construção do Fórum trabalhista, com ambiente suficiente para acolher quatro varas. Também, a reunião aproveitou para discutir sobre a necessidade de realizar revisões na identificação e numeração dos logradouros da cidade, visto que, trata-se de medida de urgência, observando as adequações das portarias 566 e 567 de 2011 do Ministério das Comunicações, facilitando assim, a atuação da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, que alega ter dificuldades na entrega das correspondências. Marabá ainda peca muito no quesito identificação, ou seja, Bairros mal sinalizados. Pelas portarias, os serviços postais devem, até 2015, ser levados a todos os distritos com população igual ou superior a 500 habitantes. Daí, a necessidade de se voltar para um estudo visando identificar e numerar melhor os Bairros de Marabá. João Salame denota formalmente que esse assunto está entre as diretrizes de seu governo, com assessoria do ECT, para que seja mais um trabalho com êxito.

Também, na reunião puderam versar sobre a probabilidade de retomar a rotina laboral da siderúrgica Cosipar, fechada desde o ano passado. Conforme o juiz, licenciamento ambiental e fornecimento de matéria prima é imprescindível para que a siderúrgica volte a funcionar. Daí a necessidade de conhecimento da prefeitura, já que, parte do ônus em conceder e fiscalizar essas etapas é do Município.

Grupos discutem sobre possível aquisição da siderúrgica em roga, entre eles, representantes da empresa Fergubras, de Sete Lagoas (MG). O parque industrial deve vir a leilão para quitar dívidas trabalhistas, que já somam cerca de R$ 32 milhões.

 

Salame-site1 (1)

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *