Hiroshi Bogéa On line

Prefeito de Marabá determina realização de “pente-fino” nas casas noturnas da cidade

 

 

João Salame acaba de determinar ao Secretário de Segurança Institucional,  Alberto Teixeira, a realização de  blitzen para verificar a situação de funcionalidade das casas noturnas de Marabá.  Orientou seu auxiliar a convidar demais órgãos de segurança – entre eles, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros -, para o planejamento da ação, denominada pelo próprio prefeito de “Operação Kiss”, em alusão a boate  incendiada em Santa Maria (RS), vitimando vidas de  234 jovens.

Prefeito entende que este é o momento de todas as autoridades do país  reverem seus modos de gestão, incluindo nas preocupações administrativas a fiscalização enérgica dos estabelecimentos  noturnos, “para  evitar a repetição de tragédias tipo essa ocorrida no Rio Grande do Sul. Temos a obrigação de acionar procedimentos voltados ao zelo  pelas vidas de nossos filhos,  jovens e de todos aqueles que saem às noites para se divertirem”, explica.

Alberto Teixeira marcará reunião com os órgãos de segurança para esta semana, iniciando, em seguida, a operação.

Post de 

10 Comentários

  1. Jorge Antony F. Siqueira

    31 de janeiro de 2013 - 20:01 - 20:01
    Reply

    A legislação sobre o assunto existe, só falta colocá-la em prática pelos agentes da SEMMA. Lembremos que “os gajos” durante a semana “passeiam” pelas ruas com som alto a partir das 17:00 hs., e sábado e domingo é durante todo o dia e à noite. Está fácil de multar a tchurma. 31.01.13, Mba.-PA.

  2. ReginaCéliaLacerdaSoares

    31 de janeiro de 2013 - 19:56 - 19:56
    Reply

    Complementando a colocação do Luis Sergio, lembro tambem que os “loucos sonoros” realizam “demonstrações” de potencia e até campeonatos de som automotivo. Já ví alguns reunidos em frente à antiga CMM e na Orla, com os decibéis nas alturas, sem que nada se fizesse para coibir o abuso. 31.01.13.

  3. Jonatas Sousa

    31 de janeiro de 2013 - 18:39 - 18:39
    Reply

    Na Verdade essa Ação tem que ser Costante pois trata-se de Ordem Pública,e de também Saúde Pública,Pois o Silêncio Domiciliar é um Direito de Todos e Não de Uma Parte de Moradores que moram em Condominio de Luxo…….

  4. Dizer "Direito"

    29 de janeiro de 2013 - 12:25 - 12:25
    Reply

    Marabá, sempre foi cidade de festa e de bares. Ocorre que tudo funciona sem a menor burocracia possível ou seja, a concessão de licença de festas pela prefeitura, Polícia Civil, Bombeiros, SEMMA etc, sempre foi muito à vontade. E vai continuar sendo assim. Gostaria muito de ver estes órgãos voltados ao cuprimento das normas regulamentares para funcionamento de estabelecimentos festivos.

  5. antonina

    29 de janeiro de 2013 - 10:48 - 10:48
    Reply

    por favor venham fiscalizar a folha 33. tem casa virando boate, distribuidora que são bar e só quem sofre somos nós, com barulho durante toda a madrugada.

  6. Luis Sergio Anders Cavalcante

    29 de janeiro de 2013 - 05:39 - 5:39
    Reply

    Prá fiscalizar ininterruptamente a SEMMA teria que disponibilizar estrutura(viatura, barcos(voadeiras), decibilímetros(para medir os índices), pessoal) e, principalmente, um plantão com 3 turnos de 8 horas. Caso contrario, será “malhar em ferro frio”. Em tempo: Não esqueçamos dos carros de som com propaganda volante. Quando coincide a passagem de um por outro, nem gritando a plenos pulmões se é ouvido. Em 29.01.13, Marabá-PA.

  7. anonimo

    28 de janeiro de 2013 - 23:10 - 23:10
    Reply

    Quero ver fiscalizar o cupu night,espaço gril e outras casas noturna que são verdadeiro barril de pólvora .

  8. Paulinho velha Marabá

    28 de janeiro de 2013 - 20:11 - 20:11
    Reply

    Cadê o PV, que administra a secretária de meio ambiente? Mãos a obra,
    nossos protetores da natureza! Certissimo Jorge Antony, é de arrepiar
    como esses malucos utilizam seus sons automotivos(que de automotivo
    eles não tem é nada). Quem deve estar se dando bem com essa situação,
    dos elavados índices de decibéis, são os Médicos otorrinos de Marabá. Fiscalização neles!!!….

  9. Jorge Antony F. Siqueira

    28 de janeiro de 2013 - 17:19 - 17:19
    Reply

    A iniciativa é louvável e digna de aplauso. Porém, após a “blitze” não se sucedem outras. Então, não tem quem fiscalize amigos. Outra questão é a dos “loucos sonoros” que diariamente, após as 17 hs. circulam pelas ruas em seus carros com volume de som na estratosfera e ninguem faz nada para coibir o abuso contra o sistema auditivo dos que sofrem com esta nefasta prática, principalmente nas madrugadas de sábado/domingo. 28.01.13, Mba.-PA.

  10. Francisco Sampio Pacheco

    28 de janeiro de 2013 - 15:32 - 15:32
    Reply

    Corretíssimo!

    Se houvesse prevenção, mais educação e mais poesia… certamente o mundo seria outro!

    Gesto aplausível do Sr. Prefeito!

    Saudações!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *