Hiroshi Bogéa On line

Pra ninguém esquecer

Não tão emocionante quanto à volta do irmão do Henfil, mas historicamente simbólico, é o retorno de nosso último exilado. Pelo que pode representar didaticamente, junto aos mais jovens, a repercussão do ato.

É necessário, sempre, avivar na memória das novas gerações o que foi o exílio e seus efeitos dolorosos na vida da família brasileira vítima da ditadura militar.

Post de 

1 Comentário

  1. Anonymous

    22 de julho de 2009 - 16:51 - 16:51
    Reply

    Eu peço desculpas antecipadas se o que escrevo for bobagem(não pude estudar em escola,aprendi tudo "vivendo")mas,o exilio voluntário,por mais de 30 anos,vivendo c/identidade trocada,numa das 8 maiores economias do planeta,enquanto seus compatriotas aqui ficaram,enfrentaram a ditadura de perto,alguns presos e torturados,outros mortos,desaparecidos.Aí,o exilado volta agora,ele é heroi ou covarde? Eu já me desculpei antecipadamente,mas tenho meiacinco,fui preso duas vezes(BH) E NUNCA SAÍ DO PAIS.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *