Pra não perder a boiada

Publicado em 29 de janeiro de 2008

É assim mesmo que se faz, no jogo bruto da política.
No jogo mais bruto ainda de enfrentamento da criminalidade.
Não tem perdão. Se errar, vira monturo.