Hiroshi Bogéa On line

Postura conciliatória do PV consolida união da Terceira Via e põe governo federal na chapa de Salame

 

 

Na reunião final, realizada na tarde/noite desta sexta-feira, 29, que definiu o nome de Luis Carlos Pies, do PT,  como companheiro de chapa de João Salame (PPS), maioria dos representantes dos oito partidos que integram a Terceira Via esperava um embate entre Dr. Jorge Bichara, do PV, e  o próprio Luiz – pela indicação da candidatura  a vice-prefeito.

Expectativa cresceu a partir do momento em que as lideranças partidárias da 3a Via sabiam de  uma pesquisa encomendada pela direção do Partido Verde, cujo resultado entregue na tarde de sexta-feira  ao presidente do PV, Jorge Bichara, aponta  empate técnico entre Bichara e Luiz Carlos.

Um dos critérios para a definição do nome seria esse, além de outras situações.

Quando a palavra foi concedida a Jorge Bichara, a surpresa.

De cara, o médico disse  “não estou aqui para atrapalhar, mas para somar”, lembrando que desde o início das articulações para a viabilização da terceira via sempre pautou suas intervenções na busca de um consenso em torno de um nome que pudesse competir eleitoralmente e representasse os anseios da população, “que quer mudanças, novas representações e novas propostas de administração” – conforme mostra a pesquisa por ele encomendada.

Também baseado na pesquisa que ele acabara de entregar aos dirigentes do PPS, PMDB, PT, PDT, PMN,  PHS e PSL, Jorge Bichara ressaltou que poderia muito bem exigir espaço na chapa de João Salame, já que ele aparece empatado tecnicamente com Luís Carlos Pies, além de ter uma história  com mais de 30 anos ligado à medicina .  “Mas a pesquisa aponta também que a população de Marabá quer eleger um prefeito aliado ao governo federal, a fim de que muitas obras possam ser deslanchadas na cidade, num momento crucial  pelo qual passamos para definir, de vez, a construção da hidrovia e da Alpa”.

Virando-se para João Salame, o médico presidente do PV disse que abria mão da indicação de seu nome em favor da homologação do PT como  integrante da chapa majoritária. “Dessa forma, agregaremos peso político  à sua candidatura,  já que o  governo federal, através do  Luiz Carlos do Partido dos Trabalhadores, estará representado”.

Nesse momento, João Salame emocionou-se, conforme contam participantes da reunião, chegando a derramar lágrimas, diante da decisão conciliatória de Jorge Bichara. “Você é um gigante, Dr. Jorge, essa sua decisão comprova a sua grandeza de espírito, altivez  e perfil solidário, jamais esquecerei esse momento”, disse João.

A retirada  do nome de Jorge Bichara da disputa pela vice-candidatura a prefeito consolida a unidade da terceira via, além de realçar a maturidade do Partido Verde em participar, com poder de voz e voto,  de todos os momentos de formação do movimento que conseguiu colocar um candidato a prefeito competitivo para enfrentar a candidatura de Sebastião Miranda, antes considerada imbatível, mas que nas recentes pesquisas aparece perdendo preferência junto ao eleitorado, apesar de liderar ainda a tendência de votos.

Jorge Bichara conseguiu elevar expressivamente a força do  Partido Verde  durante as articulações da terceira via, chegando no momento final de definição das convenções partidárias com poder de criar até um embate interno, se assim quisesse, mas optou pela conciliação  – e em resposta às expectativas da população, preocupada em ter um prefeito aliado ao governo federal.

“Com o PT na chapa do Salame, essa parceria será viabilizada. Eu poderia muito bem, na reunião de ontem com os demais partidos, firmar posição pelo meu nome na chapa com o João, mas aí eu estaria  pensando num projeto pessoal, e eu não ajo dessa forma, sempre olho para o coletivo. Marabá passa por um momento difícil, exigindo das pessoas de bem a luta por formação de uma administração pública que transforme nossas atividades econômica, política e administrativa, e só com apoio do governo federal teremos suporte financeiro para resolver nossas demandas, além de viabilizar de vez a Alpa, hidrovia e os projetos de sustentabilidade. E não custa nada lembrar, ainda, que mais de 90% dos investimentos púbicos em Marabá e região são do governo federal”, disse Jorge Bichara, pelo telefone, em conversa com o poster, minutos atrás.

Post de 

17 Comentários

  1. Anonimo

    8 de julho de 2012 - 09:23 - 9:23
    Reply

    O Dep.Asdrubal Bentes, foi quem mais troxe emendas parlamentares para Marabá. é o povo de Marabá,sabe disso,pois é o Tião do Não que prejudicou Asdrubal e o Povo de Marabá,além que nas suas Gestões Pavimentou ruas impropria, para receber a camada Asfáltica.Serviço mal feitos.Quem paga os prejúisos. que este Senhor vem Causando aos cofres Públicos a Decádas.

  2. Jorge Antony F. Siqueira

    6 de julho de 2012 - 16:24 - 16:24
    Reply

    Ô das 22:45 hs. em 02/06, não estive lá, porém, pessoa de confiança que lá esteve, segredou que, sim, foi grande a presença de pessoas, mas, ouviu que muitas delas ” foram pagas” para comparecer e aplaudir, principalmente o alcaide. Ora, amigo, isso mostra claramente o desespero que acomete o partido (PR) e seus aliados. Essa tática usada para enganar e induzir eleitores menos informados está manjadíssima. Maurino e sua turma de “carpideiros” estão com os dias contados na PMM. 06.06.12 Mba. -PA.

  3. Anonimo

    2 de julho de 2012 - 22:45 - 22:45
    Reply

    Marabaense vc viu a convenção do PR do Maurino,teve mais gente do que todas as outras juntos,o povão é quem elege.cada dia que passa, maurino recebe apoio para a sua reeleição.

  4. Marabaense da gema

    2 de julho de 2012 - 11:05 - 11:05
    Reply

    Hiroshi, sem querer ofender a minha terra e principalmente meus concidadãos, mas vou te lembrar uma coisita. Eleitor é igual a boiada, quando pende pra um lado nada segura, foi assim na eleição do Hamilton Bezerra, na do Nagib, do Haroldo (toc, toc), do veloso e será nessa com a volta do Tião, pois o Maurino está extremamente desgastado e o Salame é fraco e ‘escolheu’ um vice muito ruim, ou digamos, péssimo, então entregaram de vez a PMM para o Tião do não.

  5. Anonimo

    2 de julho de 2012 - 10:17 - 10:17
    Reply

    Tá, faltando poucos meses para a vingança do Povo.O que se titulava 1º poderá ser o ultimo.Maurino e Salame crescem todos os dias,enquando o Tião do Não cai.Tião é Não e Não.Olha o Mutirão ai gente.

  6. Ficou de fora

    2 de julho de 2012 - 09:47 - 9:47
    Reply

    Mais uma vez o interesse politico falou mais alto e deixou de fora o médico Jorge Bichara. Fala sério!

  7. Anônimo

    1 de julho de 2012 - 23:39 - 23:39
    Reply

    Cuidado para não ficar na desilusão!

    O PSOL não tão limpo assim! Em Belém o PSOL acaba de fechar uma aliança com o PC do B (conforme blog do Ribamar), confira!
    Não preciso te dizer que aqui em Marabá o PC do B está junto com o Tião e que no Brasil é base aliada do Governo do PT!

  8. Eleitor Conciente

    1 de julho de 2012 - 11:48 - 11:48
    Reply

    Parabéns Dr. Jorge Bichara, o sr. tomou uma decisão com racionalidade, os projetos estado dos carajás, alpa, hidrovia estão acima de qualquer um outro, sabemos que a famosa dupla do mal, formada pelo Tião do NÃO e Jatene do NÃO representa o atraso para nossa região, tomara que o jatene não mande o Tião do NÃO por fogo em Marabá que ele é capaz, vamos encontrar com essa dupla de 07 de outubro, eles vão saber o preço de uma traição.

  9. EU

    1 de julho de 2012 - 04:24 - 4:24
    Reply

    Paulo Pereira
    junho 30th, 2012 at 12:55

    concordo com vc e com o histórico local do PT diante do Incra já é previsivel que não haverá mudança quanto a forma de IN-gestão dos recursos publicos, tal qual ocorre atualmente.

  10. Paulo Couto

    30 de junho de 2012 - 23:19 - 23:19
    Reply

    O Jorge Bichara é mais inteligente e comprometido com os interesses de Marabá que muitos anônimos. Entendeu que a briga é entre dois projetos. um comandado pelo Simão do NÃO e o Tião do NÃO e outra comandado pela presidente Dilma e o Joâo do SIM. O vice tinha que ser do Pt. Palmas pro dr. Jorge

  11. Anônimo

    30 de junho de 2012 - 19:13 - 19:13
    Reply

    Escolher o inexpressivo Luis Carlos em detrimento à dr. Jorge só poderia vir da cabeça de J. Salame,o 1″ é o retrocesso,a mesmice, o mais absoluto exemplo da incompetencia mesmo sendo do partido no poder à mais de dez anos. O 2″ seria a renovação tão desejada ,o represenrtante da meritocracia. Assim fica fácil p/TM.

  12. Adir Castro

    30 de junho de 2012 - 16:34 - 16:34
    Reply

    Nesse mar de lama de interesses para chegar ao poder de qualquer jeito e pagando qualquer preço, claro que pagando com o sofrimento do povo, somente o PSOL não vendeu a alma ao diabo e vai pra eleição com a consciência livre. Que a população tenha discernimento suficiente para perceber o quanto alguns políticos pensam somente em seus próprios umbigos.

  13. anonimo

    30 de junho de 2012 - 15:56 - 15:56
    Reply

    Paulo, vota no tiao e para de baboseira. Teu candidato foi contra carajas, cassou os direito politicos do asdrubal e trabalho pro cara que bancou a campanha contra carajas, srm jatene. Vota nele e para de babacao!

  14. anonimo

    30 de junho de 2012 - 15:15 - 15:15
    Reply

    Nosso candidato a vice prefeito de Marabá continuará morando em Belem? fará este esforço pelo município que tanto ama deslocando-se da capital quando necessário?

  15. Eleitor Veterano

    30 de junho de 2012 - 14:12 - 14:12
    Reply

    Taí, Dr. Jorge Bichara assuma esse desafio, dispute uma cadeira à Camara de Marabá, que de certa forma voce, além de se consolidar políticamente,dará qualidade aos nossos representantes e ainda agradará os seus amigos que torceram muito pra vc ser vice. Tá posto o desafio e conte conosco. Poís, honrarás muito o POVO de sua terra. Abs

  16. Paulo Pereira

    30 de junho de 2012 - 12:55 - 12:55
    Reply

    Caro jornalista Jorge Bichara.

    Preocupante esta flagrante demonstração de vesguice politica do Deputado João Salame, que, deixou bem patente que ele só está olhando para o interesse politico de sua possível vitória sem se preocupar com o que nos está empurrando goela abaixo.Só a atitude altruistica do Dr.Jorge Bichara deveria ter sido capaz de fazê-lo refletir e comparar os dois caminhos que estavam diante dele, um alicerçado em 30 anos de dedicação às causas populares (meio-ambiente e saúde pública) e no desempenho do verdadeiro sacerdócio que é a medicina e outro, no puro e simples carreirismo politico.Sem muito esforço, em perfunctória análise, o nome do Dr.Jorge Bichara está anos luz à frente do de Luiz Carlos, seja qual for o ângulo de observação.Ainda há tempo para retroceder, é só o Deputado João Salame analisar o custo/benefício e comprovar que Luiz Carlos prejudica muito mais do que ajuda, pois nem a inteireza do multifacetado PT nacional, estadual e marabaense ele trará. Marabá agradecerá, tenha certeza.
    Quem viver verá!

  17. Bressan

    30 de junho de 2012 - 12:49 - 12:49
    Reply

    Dr. Jorge Bichara e o PV serão importantes para o futuro governo da 3ª Via. Fico feliz e agradeço de coração a posição do Dr. Jorge. Estivemos juntos desde a primeira reunião quanto gestamos esta proposta. Consolidamos uma chapa forte com projeto de governo. João Salame e Luiz Carlos são ousados, com capacidade de articulação, com conhecimento do município e sobretudo com grande experiência junto a sociedade. Ambos vieram dos movimentos sociais e como dirigentes políticos possuem credibilidade para conduzir este município. Creio temos uma proposta de um governo moderno e participativo. O povo tera a oportunidade escolher com tranquilidade o melhor para Marabá.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *