Portos deve ser o destino de Helder?

Publicado em 24 de setembro de 2015

 

Na gangorra de indecisões e toma-lá-dá-cá transformado o governo  Dilma Roussef, todo dia tem indicação e contraindicação de futuros novos ministros, ou troca de pastas.

Agora, a novidade é que Dilma decidiu não mais fundir os ministérios da Aviação Civil e Postos, no que seria denominado Infraestrutura.

Para não deixar Helder Barbalho no relento, a presidente pensa em indicá-lo para assumir a Secretaria de Portos.

Aguardemos, então, os próximos capítulos.