Hiroshi Bogéa On line

Por pouco. Muito pouco

 

Poster quase sofre grave acidente, na tarde de quarta-feira, 9, quando trafegava pela BR-155 (antiga PA-150), numa curva sinuosa onde alguns buracos “novatos” – entre milhares existentes -, apareceram à frente do veículo. Modéstia  de lado, a experiência e habilidade do condutor permitiram a ele  segurar o carro com segurança, evitando capotamento.

Os dois pneus à direita da direção estouraram, simultaneamente.

Sorte nossa que logo atrás seguia amigo do poster que nos socorreu, fornecendo estepe do carro dele, um fiat igual ao nosso.

O susto foi grande e a raiva, maior ainda.

E olha que o gente fina aqui conhece, como poucos, essas estradas acabadas do Pará.

O problema é que em poucos dias,  entre uma viagem e outra, surgem novas crateras, elementos surpresas dessas aventuras rodoviárias pelas quais passamos quase diariamente.

Post de 

10 Comentários

  1. bonfim jorge

    12 de agosto de 2012 - 10:54 - 10:54
    Reply

    Buracos nas rodovias do sul e sudeste do Pará, não é mais novidade.Todo governo que entra peocupa-se apenas com uma tal de alça viária. Novidade agora é a operação tapa buraco do governo Jatene que é feita com barro.

  2. Bideco

    18 de novembro de 2011 - 01:16 - 1:16
    Reply

    Ilmo amigo Hiroshi.

    Por diversas vezes tenho denunciado o descaso com essa estrada por parte dos gestores, não só o atual, todos.
    Você tem toda a razão, trafegar por alí é um verdadeiro desafio, é um buraco junto ao outro, sem falar das crateras e da irresponsabilidade dos BI-TRENS que transportam nosso minério.
    Hj mesmo presenciei uma situação que ….. uma caminhonete MONTANA que levava na carroceria uma moto bis, além de 6 passageiros junto a moto e dois na cabine em alta velocidade … passaram pela barreira da PF sem qualquer problema, bincadeira isso camarada, fiquei puto da vida.
    Cuida camarada com essa estrada, realmente precisa de muita atenção e olho bem aberto, sem falar na velha habilidade na direção.
    Abraço e vamos encarar os desafios da vida.

  3. Plinio Pinheiro Neto

    11 de novembro de 2011 - 18:33 - 18:33
    Reply

    Caro amigo.

    Lembro-me de quando saia de Marabá e chegava a Belém, tranquilamente, antes da hora do almoço.Faz algum tempo! Assim como voce, sou frequentador assiduo dos buracos e “pontes” deste caminho mal traçado que alcunham de estrada (estrada tem acostamento e cumpre outras exigencias mais) e já passei por algumas situações de risco em que vi a mão de DEUS a me dar livramento assim como fez contigo.Glorifico a ELE por ter te preservado, para tua esposa e filhos e para nós que te amamos.Um grande e alegre abraço pela vida;
    O amigo

    Plinio Pinheiro Neto

    • Hiroshi Bogéa

      11 de novembro de 2011 - 20:48 - 20:48
      Reply

      Querido Plínio, obrigado. Agradeço de coração sua celebração de amizade. Abs

  4. George Hamilton Maranhão Alves

    11 de novembro de 2011 - 18:04 - 18:04
    Reply

    Buracos nas rodovias do sul-sudeste do Estado são grande argumento na emancipação. Isso deve ser mostrado na campanha televisiva.

  5. Por pouco

    11 de novembro de 2011 - 11:40 - 11:40
    Reply

    Caro Hiroshi, cuidado aí. Ruy Barata, meu grande amigo, dizia que a vida é uma tocaia.
    Abraços,
    Agenor Garcia
    jornalista

    • Hiroshi Bogéa

      11 de novembro de 2011 - 13:37 - 13:37
      Reply

      Ele tinha razão, Garcia. Solução é a gente ficar atento, sempre. Abs

  6. Marabá Melhor

    11 de novembro de 2011 - 10:50 - 10:50
    Reply

    Esta estrada é a mesma que já matou muita gente, com uma malha viaria totalmente acabada, sem sinalização tanto vertical como horizontal,sem acostamento e de sobra pontes ou armadilhas prontas para tirar mais vidas, nestas condições é que vivemos todos os dias e os governos pouco fazem para melhorar nossas estradas, vc sentiu na pele e por pouco não teve um acidente onde poderia até perder avida, é um verdadeiro trasntorno ter que enfrentar esta roleta russa que chamamos de BR. SIM 77 Já não dar para esperar.

  7. anonimo

    11 de novembro de 2011 - 08:42 - 8:42
    Reply

    Hiroshi voce viu porque temos que votar SIM no plebiscito,pois esta estrada não sofre manutenção ha mais de dez anos e a mesma e a veia central da região sul e sudeste e ja causou muitas vitimas fatais.

  8. ANdre

    10 de novembro de 2011 - 19:25 - 19:25
    Reply

    Hiroshi,
    Por esta e outras votamos SIM 77 no sul e oeste do Pará. Ninguem aguenta mais Hiroshi. Eu tambem trafego demais de Maraba a Canaa e não aguento mais buracos novos.
    Quanto ao DNIT fazer tapá buracos ou nova pavimentação: Só no ano que vem. Prepare-se para o pior.
    Boa NOite

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *