Hiroshi Bogéa On line

Ponte sobre o Guamá, na Alça Viária, entra em manutenção a partir do dia 3

A ponte sobre o rio Guamá, na rodovia PA-483, conhecida como Alça Viária, passará por manutenção preventiva a partir do dia 3 de janeiro. Serão executados serviços nos cabos de aço que sustentam um trecho de 600 da ponte. O tráfego de veículos não será interrompido, mas serão feitas suspensões temporárias de 30 minutos ao longo do dia.

A primeira interrupção está marcada para iniciar às 8h30 até às 9h. Após este horário, dependendo das condições do tempo poderão ser feitas até cinco suspensões de meia hora cada ao longo do dia. ‘Se optássemos por um trabalho ininterrupto, com fechamento total do tráfego, a obra demoraria cerca de quatro meses e os transtornos para os usuários seriam incalculáveis’, disse o secretário de Transportes, Kleber Menzes.

Os reparos na ponte sobre o rio Guamá serão feitos por um período de 13 meses. Durante este tempo, cada estai do conjunto de 152 que sustenta a ponte será retirado, inspecionado e submetido a testes para verificar se pode ser mantido ou se precisa ser trocado. De acordo com a Secretaria de Estado de Transportes (Setran), a parte preliminar da obra já está em execução há três meses. Até agora nove estais já foram trocados e o número deve chegar a 11 no dia 3 de janeiro.

A recomendação da secretaria, do Departamento de Trânsito do Pará (Detran) e Polícia Rodoviária Estadul é de que a velocidade máxima no perímetro não estaiado da ponte, ou seja, nos trechos inicial e final estruturados sobre colunas, seja de 40 quilômetros por hora; e ao longo dos 600 metros atirantados a velocidade caia para 20km/h. A carga máxima permitida é de 8.2 toneladas por eixo, como já é fixado na legislação de trânsito.

Oito agentes do Detran vão trabalhar na fiscalização e orientação dos motoristas. Dez homens da PRE atuarão diariamente no local e os dois acessos da ponte terão reforço de sinalização vertical indicando os limites de peso e velocidade.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *