Plano de ataque a escola no Pará é interceptado pela polícia

O plano de execução de três ataques a escolas foi frustrado, na manhã desta quinta-feira (2), graças ao trabalho conjunto entre as Polícias Civis do Espírito Santo, Minas Gerais e Pará com apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A operação “Escola Segura” cumpriu três mandados de busca e apreensão. Os suspeitos confessaram a intenção de cometer o crime.

Segundo investigações, dois adolescentes planejavam atacar escolas, um no Espírito Santo e outro em Minas Gerais. No Pará, uma mulher pretendia invadir uma unidade de ensino e um espaço público. Após serem ouvidos pelas polícias, eles foram liberados.

Os investigadores tiveram conhecimento das ocorrências a partir do trabalho coordenado pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi), por meio do Laboratório de Operações Cibernéticas, que contou com o compartilhamento de informações e a colaboração da Agência de Investigações de Segurança Interna (Homeland Security Investigations – HSI) e do Serviço Secreto, ambos da Embaixada dos Estados Unidos, em Brasília, como parte de cooperação policial entre autoridades norte-americanas e brasileiras.