Piores rodovias brasileiras estão no Pará

Publicado em 28 de outubro de 2012

Pesquisa de Rodovias da Confederação Nacional de Transporte (CNT) a´pnta que dos 2.615 quilômetros que compõem a malha viária do Pará – rodovias federais e principais estradas estaduais -, 88,6% foram considerados como regular, ruim ou péssimo.

A constatação não é nenhuma novidade, para quem percorre terras paraenses usando suas estradas.

A catástrofe, em verdade, está até de bom tamanho, considerando a  os longos trechos de “buracaria”  enfrentadas dia a dia pelos motoristas.

Pesquisa analisou 95.707 quilômetros de estradas em todo o Brasil.

Para se recuperar a extensão da encrenca, exige-se, por baixo, cerca de  R$ 1 bilhão.