Perversidade social

Publicado em 19 de novembro de 2008

Comentário do cardiologista marabaense Manoel Veloso, atualmente residindo no Paraná, apenso ao post  Filme de Terror:

As duas estatísticas se complementam em um ciclo perverso. O analfabetismo por sua vez engloba vários aspectos que explicam as gravidezes precoces (baixa auto-estima, horizonte de vida curto, pouco conhecimento biológico) além de potencializar a instabilidade das instituições familiares. Temos que lembrar que estas crianças nascidas destas jovens não encontrarão locais propícios para se alfabetizarem, e via de regra, não terão figuras paternas fortes, que lhe direcionem para caminhos melhores. É um quadro desalentador. O Estado tem que se responsabilizar por isso e priorizar ações que ataquem as raízes do problema, com continuidade, independentemente do Governo do momento, mas, isto ainda é uma utopia, infelizmente.