Hiroshi Bogéa On line

Pelo “Não”, contribuição voluntária

 

 

Em Belém, durante a apresentação à imprensa da identidade visual a ser utilizada pelas Frentes contra a criação dos Estados de Tapajós e Carajás, quase todos os dirigentes de agências de publicidade de Belém se colocaram à disposição da GGGM, pool de agências formada pela Griffo,  Galvão, Gamma e Mendes, para  ajudar na campanha.

Ninguém falou em apresentar fatura.

Tudo sifu.

Post de 

2 Comentários

  1. Anônimo

    13 de setembro de 2011 - 21:45 - 21:45
    Reply

    É que os empresários de belém de “sucesso” são oriundos de 2 segmantos, os que enriquceram a custa de sonegação e os enriqueceram a custa de sonegação e exploração do povo ribeirinho e colonos com o escambo de secos e molhados – a sonegação também – rssssss. Essa turma não colabora com nada, não thau para não abrir a mão Tão pouco se lichando com os rumos do estado. O único pensamento é em sua reserva de mercado lembram do caso do carrefur – O projeto adote uma escola, o apoio ao esporte amador do estado, nenhum centavo. Continuem firmes irmãos do sul, sudeste e oeste.

  2. Marabaense por Doação

    13 de setembro de 2011 - 20:10 - 20:10
    Reply

    Nessa campanha do NÃO por que será que NINGUÉM que DOAR NADA?
    – É estranho que, até de comentários o blog está zerado.
    Cadê o marabaense por ADOÇÃO?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *