Hiroshi Bogéa On line

Pegando no pé. E no bolso

Já tem pecuarista puxando cabelos diante da divulgação de assinatura de Termo de Cooperação Técnica entre  Ministério Público Federal,  Ibama e Polícia Rodoviária Federal para intensificar a fiscalização sobre o trânsito de bois e mercadorias de origem bovina nas estradas paraenses.

Se a fiscalizar for mesmo intensa, a vida de fazendeiros alheios às regras de sustentabilidade ficará prá lá de bronqueada já que eles fazem vista grossa às exigências de apresentação de notas fiscais, Guias de Trânsito Animal  e, agora, o Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Devagarinho, essa turma se enquadra. Ou sai de cenário.

Post de 

2 Comentários

  1. Anonymous

    11 de junho de 2010 - 12:46 - 12:46
    Reply

    Os pecuaristas mesmo,ao contrário do que voce,por desconhecimento,afirma;batem palma,em pé, para essa medida de fiscalização,só vai separar o "joio do trigo",a classe tem interesse em trabalhar dentro da lei,quando alguma medida de alguma maneira,se torna inviável do ponto de vista da classe,procura-se o caminho legal,dentro da lei ,para solucionar o problema. Repito,os verdadeiros pecuaristas,não estão de cabelo "em pé",ao contrário,muito gado roubado,deixará de ser comercializado. Obrigado.

  2. Anonymous

    11 de junho de 2010 - 11:37 - 11:37
    Reply

    Lê tua caixa de comentários, Bogea.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *