Pecuaristas bloqueiam BR-155 em protesto contra depredações da Cedro e demora do governo em cumprir mandados

Publicado em 23 de abril de 2016

O final de semana no Sudeste do Pará terá dias de cães.

Exatamente às 7 horas deste sábado, 23,, a rodovia BR-155, no Km 50, mais precisamente em frente a fazenda Santa Bárbara (antiga Cedro)  será interditada por pecuaristas.

Neste momento (06h30), centenas de fazendeiros de reúnem no Parque de Exposição de Marabá coordenando as ações a serem executadas na operação de bloqueio da estrada.

Do Sindicato dos Produtores Rurais, às margens da BR-155, a 3 km de Marabá, comitiva de produtores seguirá em carro direto para 0 KM 50.

Nas proximidades da fazenda Santa Bárbara, já é grande a movimentação de carretas chegando transportando animais.

No final da tarde de sexta-feira, 22, a previsão era de que duas mil cabeças de gado serão colocadas na rodovia, impedindo o tráfego de veículos, sentido Sul do Pará.

Quem está programado para dirigir-se a Eldorado, Curionópolis, Parauapebas, Canaã e municípios mais ao Sul do Estado, evitem pegar a estrada.

O bloqueio da BR-155 não tem prazo definido para suspensão.

“Tudo vai depender da boa vontade das autoridades. Não é mais possível ficarmos assistindo a cenas de seguidas depredações dos bens da Santa Bárbara, com ataques inclusive a aeronave, como ocorreu domingo passado, sem que os governos federal e estadual tomem providências para prender os malfeitores que se escondem dentro da fazenda, espalhando terror entre empregados e colocando em risco a vida de centenas de pessoas”, diz um dos diretores do sindicato.

Os pecuaristas têm muitas reivindicações aos governantes, mas o protesto de bloqueio da rodovia concentra-se em dois pontos:

Primeiro: “denunciar o roubo do gado da fazenda Santa Bárbara”.

Segundo o sindicato, mais de cinco mil cabeças de gado foram extraídas da fazenda por supostos integrantes do MST.

Segundo: ineficiência da polícia para prender os depredadores da fazenda.

“A polícia tem mapeado os integrantes das quadrilhas, mas recentemente o delegado da Deca pediu 18 prisões preventivas e o juiz só autorizou duas. Precisamos mostrar ao o Tribunal de Justiça do Estado  que o judiciário está conivente com essa situação”, denuncia um outro diretor do sindicato.

Um outro foco a ser repercutido no protesto é a posição do governador do Estado.

“O Jatene insiste em não cumprir a liminar de reintegração de posse da Fazenda Cedro”, fulmina o diretor

O blog está com uma equipe no local, para passar informações aos seus seguidores durante o dia.

—————-

Atualização às 08h55:

Até o presente momento (08:55), a rodovia BR-155 não foi ainda interditada.

Depois da reunião ocorrida no Sindicato dos Produtores Rurais, a maioria dos pecuaristas decidiu não colocar gado na rodovia, precisamente no Km 50, para evitar a ocorrência de algum acidente mais sério envolvendo animais e motoristas em seus veículos.

As carretas conduzindo animais foram redirecionadas às fazendas de seus proprietários.

A rodovia será interditada com madeira, pneus e outros objetos, além da presença de fazendeiros.

O blog está acompanhando a movimentação no local.

 

——————

Atualização às 09h15:

Agora, sim, a rodovia está interditada.

Portando faixas e carro de som, pecuaristas espalharam na rodovia dezenas de camionetes e veículos maiores, fechando o tráfego na BR-155, em frente a fazenda Santa Bárbara.

 

——————-

Atualização às 09h20

 

Imagens aéreas do blog no exato momento do fechamento da BR-155.

BR fechada

 

Abaixo, sede da Fazenda Santa Bárbara, alvo de depredações e roubos, segundo seus proprietários. Ao fundoi, a rodovia, no exato momento do bloqueio
Abaixo, sede da Fazenda Santa Bárbara, alvo de depredações e roubos, segundo seus proprietários. Ao fundo, a rodovia, no exato momento do bloqueio

—————–

 

Atualização às 09:46:

 

O congestionamento na BR-155 já chega a 5 km de cada lado da estrada bloqueada. Algumas imagens do que esdtá ocorrendo lá.

 

Br 155 2

 

BR 155 3

BR 155 4

 

——————–

Atualização às 10:10

 

O governador Simão Jatene e o Judiciário do Pará também são alvos dos protestos na BR-155.

Faixas espalhadas e carro de som propagam uma suposta omissão das autoridades paraenses diante do que os pecuaristas consideram “atentados ao setor produtivo”.

O congestionamento de veículos aumenta cada vez mais no Km 50 da BR-155.

BR Jatene

BR judiciário

———————–

Atualização às 10h30:

 

Manifestantes bloqueando a BR-155 dizem que protestam contra a destruição de patrimônios dos fazendeiros, mostrando máquinas destruídas supostamente por membros do MST (fotos abaixo), que montou um acampamento dentro da fazenda Santa Bárbara.

BR interditada 4

 

BR interditada 5

 

Dizem também que as ferramentas dos produtores rurais são mão de obra por eles contratados – gerando emprego e renda – e os equipamentos agrícolas, enquanto acusam o MST de usar balas e cartuchos para destruir as fazendas e levar o terror às famílias dos trabalhadores.

BR interditada 2

Cartucho calibre 16 supostamente usado por invasores da fazenda Cedro
Cartucho calibre 16 supostamente usado por invasores da fazenda Cedro