Pecuária do Sul do Pará perde um de seus grandes construtores: Sérgio Bronzatto

Publicado em 20 de março de 2021

Quem conhece o dia a dia da agropecuária do Sul do Pará já ouviu falar de Sérgio Bronzatto, mais conhecido como “Serjão”.

Ele foi um dos grandes construtores de importantes e produtivas fazendas da região, trabalhando como Gerente Geral.

Revelou-se atuando ao lado de Benedito Mutran, na construção da Fazenda Cedro, que viria a se transformar num dos mais  evoluídos centros de pesquisa do gado Nelore do país.

Tempos depois, com o afastamento de Bené Mutran da atividade pecuária na região, “Serjão” passou a trabalhar como gerente da Fazenda Revemar.

Sérgio era conhecido pela sua capacidade de trabalho, varando dias e noites à serviço das empresas para as quais atuava, revelando amor ao que fazia e liderança junto aos seus comandados e comandantes.

Neste final de semana, Serjão faleceu.

Foi mais uma das vítimas da Covid-19, ao meio de quase 300 mil brasileiros assassinados pela doença.

Morreu em São Paulo, onde residiam seus familiares.

Em  viagem com objetivo de conhecer e passar uns dias com a netinha recém nascida, o executivo contraiu a doença, foi internado e logo faleceu.

A atividade do agronegócio regional está muito sentida pela perda de Serjão, principalmente  os executivos do Grupo Revemar.

Dias depois,  testou positivo e começou a lutar contra o coronavírus.

Perdeu a batalha para a doença.

Na foto, Serjão poucas horas depois de conhecer a netinha.