Paulo Rocha presidirá CPI do HSBC no Senado

Publicado em 24 de março de 2015

CPI do HSBC 051

Em sessão realizada nesta terça-feira, 24, no Senado, foi instalada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará eventuais irregularidades em de contas de brasileiros no Banco HSBC da Suíça. O senador Paulo Rocha (PT-PA) foi escolhido por aclamação presidente da CPI (foto acima)  e o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), vice-presidente. O senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) foi designado como relator.

Durante as exposições de motivos do presidente da CPI, Paulo Rocha disse que vai conduzir os trabalhos com equilíbrio e responsabilidade. “Não podemos ultrapassar os limites da tranquilidade para não expor pessoas que por ventura não tenham cometidos irregularidades”, adiantou o senador.

O pedido da instalação da comissão foi feito pelo senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) e terá, entre outros objetivos, investigar irregularidades praticadas pelo HSBC na abertura de contas irregulares, em que mais de U$ 100 bilhões foram potencialmente ocultados do Fisco de mais de 100 países.

Entre os correntistas, há cerca de 8 mil brasileiros que tinham, numa estimativa preliminar, mais de R$ 7 bilhões ocultados da Receita Federal.

A CPI terá como membros os senadores e senadoras, Fátima Bezerra (PT-RN), Regina Sousa (PT-PI), Acir Gurgacz (PDT-RO), Ciro Nogueira (PP-PI), Paulo Paim (PT-RS), Waldemir Moka (PMDB-MS), Sérgio Petecão (PSD-AC), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), José Medeiros (PPS-MT), Blairo Maggi (PR-MT) e Wellington Fagundes (PR-MT).

O Brasil aparece como o nono país da lista, com US$ 7 bilhões em contas do HSBC na Suíça, segundo os arquivos divulgados pelo consórcio de jornalistas investigativos.  8.667 clientes tinham algum vínculo com o Brasil, sendo 55% com a nacionalidade brasileira.

Segundo a Receita Federal, já estão em andamento medidas de cooperação internacional. O objetivo é obter com autoridades europeias a lista oficial e integral dos supostos contribuintes brasileiros que possuiriam contas bancárias na subsidiária do banco HSBC na Suíça.

Na sessão de instalação da Comissão foi apresentada uma série de requerimentos com pedidos de diligências e audiências públicas que deverão ser inseridos no plano de trabalho. O anúncio deverá ser feito por Paulo Rocha na próxima reunião da mesa do colegiado, prevista para acontecer, ainda nesta terça-feira (24)

Depois de aclamado presidente da CPI, Paulo Rocha é cercado por repórteres
Depois de aclamado presidente da CPI, Paulo Rocha é cercado por repórteres