Hiroshi Bogéa On line

Pátio Marabá: qual segurança no trânsito para a população?

 

 

Passando pela BR-230, em frente ao Shopping Pátio Marabá, que será inaugurado dia 7 de maio, terça-feira, não se vê nenhuma movimentação em torno de ações que visem a segurança da população, nas imediações do shopping.

Não há faixas nem sinalização, para orientar pedestres, e nem o posicionamento de paradas de ônibus devidamente projetadas para atender a demanda e o tráfego que, certamente, receberá extraordinário movimento.

Falar em colocação de semáforo, seria perda de tempo, já que as duas pistas da rodovia Transamazônica são separadas pelas colunas de new jersey, sem que haja espaço para a travessia segura da pedestres.

Expectativa é de que haverá muita confusão no trânsito, caso não haja alguma medida de organização do entorno do shopping.

Esperamos que o Dnit, órgão responsável pela rodovia, assuma também sua responsabilidade.

Post de 

9 Comentários

  1. Wadson Veloso

    6 de maio de 2013 - 11:15 - 11:15
    Reply

    Wilson de Cristo,

    Descordo quanto à responsabilidade exclusiva do Estado (em sentido amplo). Se o Shopping está explorando sua atividade na cidade, ainda que traga inúmeros benefícios e conforto à região, também deve-se atentar às externalidades decorrentes de seu empreendimento. Assim, penso que não só ao Estado competiria tais questões.
    De outro lado, o município também tem sua quota de culpa, já que permitiu e aprovou o projeto sem atentar-se a tais questões.
    abs

  2. wilson de cristo

    5 de maio de 2013 - 14:11 - 14:11
    Reply

    responsabilidade das sinalizacoes, é exclusiva do dnit, o shoping tem responsabilidade na sua area interna…..

  3. wilson de cristo

    5 de maio de 2013 - 11:29 - 11:29
    Reply

    o shoping nao tem responsabilidade de sinaizar rodovia< quem deveria fazer isso era o denit, que se tivesse um superintendente mais atuante, esse cara que ta ai , ja esta enrraizado aqui na regiao ou seja: se acostumou com o descaso.eu estava trafegando entre sinobras, e km 6, e constatei pessoalmeente o descaso desse senhor. contrataram uma empresa pra recuperar esse trecho entre maraba e eldorado, que é´uma porcaria… os caras fizeram um recapeamento nos buracos aqui proximo ao km 6, e quando estavam proximos do posto rodoferroviario aqui ja estava tudo cheio de buraco novamente. se tivessemos uma fiscalizacao de qualidade certamente as coisas aconteceriam com mais respeito ao dinheiro publico…. eu me lembro que a maquete desse shoping foi apresentada em um estand da leolar, na expoama isso ha, 3 ou 4 anos.., entao´porque nao pensaram antes, enquanto duplicavam a transamazonica? falta de planejamento, falta de gestao…eu acredito que alguma coisa vai acontecer… se nao samur pode se preparar porque vai ter mais acidentes.. com a palavra o sr gilson do denit

    • Hiroshi Bogéa

      6 de maio de 2013 - 08:58 - 8:58
      Reply

      Wilson de Cristo, quando tu relacionas o nome de “sr. Gilson”, certamente queres te referir ao ex-Chefe da Unidade do Dnit, em Marabá, Dilson Gouveia. Desinformado, além de citar o nome errado do engenheiro, o coloca numa função que não é mais dele, desde julho de 2011, quando Dilson foi aposentado. Ademais, a culpa não é da unidade do Dnit, mas do Superintendente do órgão federal, em Belém, pessoa totalmente desvinculada dos problemas da unidade. Para ficar por dentro do desligamento do Dilson, dá uma lida no blog, acessando este link: http://www.hiroshibogea.com.br/?p=9273

  4. Ulisses Pompeu de Miranda Neto

    5 de maio de 2013 - 09:54 - 9:54
    Reply

    Hiroshi, entendo sua preocupação em relação às colunas de new jersey, mas acredito que elas serão retiradas. Mas mesmo assim, vamos continuar cobrando e de olho, porque atuamos como guardiões da sociedade. Go ahead!
    Ulisses Pompeu

  5. Ana mora

    4 de maio de 2013 - 23:19 - 23:19
    Reply

    Mas e difícil Marabá, eh o que mais escuto quando vou a cidade e infelizmente estou convencida disso, as pessoas tratam dos de fora como estrangeiros, como se nao contribuíssem com a economia local. E por isso que não cresce, imagina virar capital.

  6. anónimo

    4 de maio de 2013 - 22:58 - 22:58
    Reply

    Hiroshi, o shopping está mais preocupado em inaugurar para não pagar a multa as âncoras do que qualquer coisa, inclusive de que somente umas 30 lojas serão inauguradas. Quando eles falam que 70% vai inaugurar é porque as âncoras representam quase isso. A praça de alimentação não está com seu gás instalado, vai terminar a instalação véspera da inauguração, corre o risco de apenas duas lojas da praça abrirem.

    Ai você acha que eles estão preocupados com o trânsito? Eles estão mais preocupados é com essa obra que está sendo feita as pressas para essa inauguração.

  7. anonimo

    4 de maio de 2013 - 18:27 - 18:27
    Reply

    Em Marabá está ficando difícil vir qualquer investimento, as pessoas que chegam colocando aqui suas economias, ganhadas em outra localidade é tratada como se fosse um estrangeiro vindo expropriar nossa pátria, quantos empregos o shopping está possibilitando a cidade? Que benfeitorias os poderes possibilitaram para o investimento? Está na hora de tratar quem acredita nessa cidade com mais respeito

  8. Luis Sergio Anders Cavalcante

    4 de maio de 2013 - 14:52 - 14:52
    Reply

    Hiro, a confusão pela falta de sinalização nas auto-pistas e principalmente, a ausencia de passarela para pedestres é outro agravante da situação, e o que se prevê, serão atropelamentos de pedestres em ambas as pistas de rolagem, pois elas preveêm altas velocidades dos veículos. À noite então, será um caos total considerando a falta de iluminação nas pistas em frente ao Shoping. Em 04.05.13, Marabá-PA.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *