Hiroshi Bogéa On line

Passando o pires

De Belém, na noite de ontem informaram ao blog que a Segup necessita tão-somente de R$ 300 mil para colocar em execução um plano emergencial de combater a violência, totalmente fora de controle, em Marabá. E esse dinheiro não existe “em disponibilidade orçamentária”. A fonte, indignada por considerar a quantia tão ínfima diante da seriedade do problema, rogou praga em todas as direções ao lembrar, com propriedade, que a administração gasta muito mais do que isso mensalmente com o PTP.
Enquanto “seu” Lobo vem chegando comendo chapeuzinhos, a barbárie está aí se ampliando.

Post de 

2 Comentários

  1. Anonymous

    21 de agosto de 2007 - 17:20 - 17:20
    Reply

    O mais engraçado nessa conduta dos governantes do PT é que figuras como o Ademir Martins e o Luiz Carlos Pies, que antes cantavam nos quatro cantos pela criaçào do Estado do Carajás, sumiram do mapa. Não falam mais no assunto. Nem criticam nada, apesar da violência grassando em nossa sociedade. Os dois integram o grupo de adesistas interesseiros.

  2. Anonymous

    21 de agosto de 2007 - 16:25 - 16:25
    Reply

    Uma vergonha um governo não ter R$ 300 mil para melhorar as condições de segurança de uma comunidade como Marabá. Os recursos gerados aqui na região tem que ficar pro aqui mesmo. E para que isso ocorra, so uma saída: Estado do Carajás. Abaixo Belém e esses desgovernos enganadores.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *