Hiroshi Bogéa On line

Parque Zoobotânico de Marabá ganha estrutura hospitalar e dependências administrativas

Hospital do Parque Zoobotânico de Marabá, inaugurado hoje.
Hospital do Parque Zoobotânico de Marabá, inaugurado hoje.

O Centro de Reabilitação de Animais silvestres do Parque Zoobotânico de Marabá, inaugurado esta tarde, tem uma estrutura com o que há de melhor em tecnologia.

Além de instalações modernas, o centro está equipado  com equipamentos de Raio-X, microscópio, rifle de dardo (anestésico), mesas cirúrgicas, sala de necropsia, entre outros.

O centro de reabilitação é resultante de parceria entre a Celpa e a Fundação Zoobotânica de Marabá.

Dirigentes da Celpa e do Parque Zoobotânico participam de ato solene de inauguração .
Dirigentes da Celpa e do Parque Zoobotânico participam de ato solene de inauguração.

A concessionária de energia investiu na construção física das instalações, bem como edificou espaços destinados a cozinha e escritório Administrativo do parque.

O novo centro beneficia centenas de espécies da fauna local, que quando estão em situação de risco, são colocadas em cativeiro para terem o tratamento adequado e serem reintroduzidas ao seu ambiente nativo da maneira mais adequada.

“Com esta inauguração, o Centro de Reabilitação de Animais dará condições para que possamos  elevar o Parque à categoria de Zoológico, já que hoje nosso status é de criadouro-conservacionista. A partir de agora, iremos trabalhar determinados a conseguir o status de Zoológico”, disse o médico Jorge Bichara, presidente da Fundação Zoobotânico de Marabá”, durante ato de inauguração.

Médico Jorge Bichara, presidente da FZM, exalta parceria com a Celpa
Médico Jorge Bichara, presidente da FZM, exalta parceria com a Celpa

A data de inauguração das modernas dependências foi reforçada por outro ato não menos importante.

No mesmo instante no qual a FZM e a Celpa oficializavam a entrega do hospital e das demais dependências, representantes do Museu Emílio G0eldi  – uma das mais respeitadas instituições de difusão de conhecimentos e acervos sobre sistemas naturais e socioculturais relacionados à Amazônia -,  entregavam à direção do Parque Zoobotânico de Marabá, seis papagaios carentes de extremos cuidados.

O atual estado de penúria  pelo qual passa o centenário museu paraense força seus dirigentes a buscarem apoio de outras instituições, e o parque marabaense virou parceiro preferencial do Emilio Goeldi.

Nos próximos dias, serão transferidos para o parque de Marabá, alguns macacos que se encontram necessitando de cuidados.

cosinha

 

Cozinha e escritório
Cozinha e escritório
Post de 

2 Comentários

  1. Carlos César marinho

    17 de outubro de 2016 - 21:24 - 21:24
    Reply

    Parabéns a essa equipe de colaboradores dedicados e aos patrocinadores.
    Que sirva de exemplo para que outras empresas também entrem nessa parceria.

  2. Arnilson

    14 de outubro de 2016 - 09:13 - 9:13
    Reply

    O futuro Zoológico de Marabá é um equipamento turístico muito valorizado. Poucas cidades no Brasil contam com este grande centro de exposição e cuidados da fauna e da flora. Isso é coisa para a gente ver e valorizar, é coisa que gringo paga para ver.

    Tudo isso nos emociona muito, realmente Marabá ainda conta com pessoas especiais e caridosas, que realmente demonstra isso na prática.

    A abertura do Zoobotânico ao público em geral, de quarta à domingo aumentou o número de visitantes, demonstração clara da força deste equipamento de turismo, lazer e de cultura. Viva Marabá!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *