Para romper o cerco

Publicado em 18 de agosto de 2011

 

 

O adiamento (duas vezes) de datas marcadas para o Governo Itinerante em Marabá tem uma explicação administrativa: o governador pretende desembarcar no município com um baú de boas novas para Região Sul/ Sudeste.

Precisou de mais tempo para avaliar o que pode ou não ser anunciado nos três dias de administração interiorizada.

Não se sabe ainda a pauta do que Jatene planeja divulgar, em Marabá, mas o governador quer fazer uma viagem de “grande repercussão”, nas palavras de uma fonte idônea.

Ele vem com toda entourage: secretariado completo e auxiliares do segundo escalão.