Hiroshi Bogéa On line

Pará perde Jorge Derenji, um dos fundadores do curso de arquitetura da UFPA

Nesta terça-feira, 25, foi anunciado o falecimento de Jorge Derenji, aos 85 anos. O professor foi um dos fundadores do curso de arquitetura da Universidade Federal do Pará, onde chegou em 1963 para trabalhar como professor.

Nascido no Rio Grande do Sul, Derenji foi o primeiro diretor da regional do IPHAN no Norte e o primeiro arquiteto restaurador da Amazônia, atuando em inúmeras obras restaurativas, de inserção e de edifícios com uma produção de mais de 50 anos. Entre as prinipais obras estão o Palácio Antônio Lemos, Palacete Francisco Bolonha, Tribunal de Justiça do Pará, Palacete Augusto Montenegro e o Mercado de São Brás, além de obras na Universidade Federal do Pará como o CEAMAZON e o Centro de Convenções da UFPA.

O arquiteto foi o criador de uma disciplina sobre centros hisóricos no curso de arquitetura que entre outras atribuições, desvenda a jornada e os avanços no cuidado, preservção e restauro de patrimônio histórico nas cidades. Para os alunos, o professor assumiu cargos estratégicos e trouxe o melhor dos conhecimentos adquiridos para a sala de aula, onde lecionou por 30 anos.

Em parceria com a esposa, a professora Jussara Derenji, publicou o livro ‘Igrejas, palácios e palacetes de Belém’.

Na foto, Jorge e a esposa.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *