Hiroshi Bogéa On line

Pai nosso que estáis …..

Olha essa aí, do arcebispo de Brasília, patrulhando as convicções religiosas da presidente Dilma Roussef:

                         –   “Não temos uma ideia clara de quem é Dilma do ponto de vista religioso. Ela precisa explicar melhor as suas convicções religiosas para que o diálogo possa progredir.”

Nota do blog: Dilma não tem o que explica nada, mandacaru. Nada!

Quem precisa se explicar, sempre, é o que faz a Igreja Católica protegendo padres pedófilos, insurgindo-se contra as campanha educativas de uso de preservativos de combate a Aids, esclarecer o mutismo que cerca o passado do atual Papa Bento XVI, acusado de pertencer, em sua juventude,  a organizações ligadas às ideias de Hitler.

Post de 

9 Comentários

  1. Anonymous

    24 de janeiro de 2011 - 17:09 - 17:09
    Reply

    A Igreja Católica como instituição mais antiga da Terra e fundada, segundo a Bíblia, por Jesus -"Pedro, tú és pedra e sobre tí edificarei a MINHA Igreja", jamais pode ser agredida ou desrespeitada, assim como merecem respeito todas as demais instituições regiosas. Agora, defeitos ou êrros cometidos por integrantes ou dirigentes devem ser tratados como casos pontuais. Por isso, com todo o respeito que me merece o Hiroshy Bogea, como formador de opinião, suas colocações e adjetivos sobre a Igreja precisam ser mais refletidos. Para o bem de suas relações com a grande massa de leitores católicos que o acompanham, gostam e elogiam seu trabalho. Obrigado!

  2. Anonymous

    21 de janeiro de 2011 - 16:38 - 16:38
    Reply

    Desde a Revolução Francesa que cuminou-se em 1789 o estado moderno é tido como laíco.

  3. suldestedopara

    21 de janeiro de 2011 - 11:57 - 11:57
    Reply

    Caro hiroshi,
    Eu defendo um estado laico assim como prega a constituição. Defendo a liberdade de culto pois acredito que havera um dia seremos livres para manifestarmos nossas religiões sem ataques ofensivos.
    Na verdade não sei o que é pior….
    Se é a presença de religiosos inescrupulosos dentro das igrejas ou anônimos que atacam sem o mínimo de respeito e tolerâcia religiosa. Nem todos os religiosos comungam dessa terrivel chaga, pelo contrario existem pessoas que combatem. Os católicos são mais de 1bilhão em todo planeta. O método cientico o sistema universitário, as leis de evidência foram desenvolvidos pela igreja católica. Estou decepcionado pela forma que estás conduzindo o debate. Acredito que não se deva misturar as discussões e fazer um salada.
    Cada ponto deve ser debatido e discutido individualmente, como as pesquisas de celulas tronco, uso da camisinha, ou o passado do papa.
    Desde já agradeço a oportunidade pelo espaço.

  4. Anonymous

    21 de janeiro de 2011 - 02:03 - 2:03
    Reply

    O estado é LAICO, agora se a igreja católica ou o tal arcebispo acha que é LAICÚ, problema dele. Acredito que a Dilma não vá cometer o erro de permitir que a igreja católica continue tendo tanta imersão dentro do governo. Ela á a instituição mais beneficiada pelos programas dos governos federal e estadual. A legal esse espaço aberto ao diálogo franco. Abraço Hiroshi!

  5. Anonymous

    20 de janeiro de 2011 - 19:49 - 19:49
    Reply

    Hiroshi, vç realmente é o CARA! Saibe provocar o bom debate.
    Olha, não entendo por que "psêudos" dirigentes religiosos acham que alguém para ocupar um cargo público tem que pertener a uma igreja, crença e assim por diante.
    Não sei o que tem a ver com religião, não ser corrupto, pagar salários de servidores em dia, pagar fornecedores, gerar emprego e renda, construir casa popular "Minha casa minha vida", bolsa família, luz para todos, punir assessores envolvidos em desvio de conduta, e, infinitos conceitos e posturas éticas.
    Não consigo visualizar, pelo fato de alguém ser religioso, gerar emprego e renda, doar bolsa família e etc. Pelo contrário, não visto as igrejas punir seus fiéis que roubam, matam, abusam de menores e assim sucessivamente.
    Então, não vejo porue alguém para ocupar cargo público tenha que ter uma religião e que tenha que colocar isso acima de outros valores como os mencionados inicialmente.
    Assim, sem nenhum impedimento de alguém ter sua fé, crença, religião sei lá o que mais, vejo que alguém para ocupar cargos público tem que estáacima de tudo isso. É o que penso.
    Abraço e até a próxima participação.

  6. Anonymous

    19 de janeiro de 2011 - 23:43 - 23:43
    Reply

    Nenhuma igreja ou seita tem o direito de cobrar postura religiosa de nenhum dirigente deste Pais,
    De acordo com a constituicao o Estado Brasileiro e LAICO nao tendo nenhuma religiao.

  7. Anonymous

    19 de janeiro de 2011 - 21:56 - 21:56
    Reply

    Hiroshi
    A presidente do Brasil na minha ótica, como mulher pública, tem sim que mostrar a sociedade as suas convicções religiosas, seja elas quais forem, quanto aos padres e pastores pedófilos, as igrejas não tem nada a ver pois nunca ví em nenhuma crença, seja ela qual for, instruir seus membros a serem pedófilos,o desvio de conduta é inerente ao homem, portanto, as igrejas não pregam aquilo que é errado, ao contrario,uma sociedade se faz através da célula familiar, com os bons exemplos dos pais e os ensinamentos religiosos, com o temor a Deus e as regras que a sociedade cria em qualquer regime democrático.

  8. Anonymous

    19 de janeiro de 2011 - 19:41 - 19:41
    Reply

    Hiroshi,

    A classe política de Parauapebas está em polvorosa e apavorada. Boatos dão conta que a PF está na cidade e região, ou já esteve, mas volta a qualquer momento para o desfecho final. Contratos com empresários são alvos das investigações que dizem tem os códigos: Coannneto, Tóta e Branco.

  9. Anonymous

    19 de janeiro de 2011 - 18:43 - 18:43
    Reply

    As convicções religiosa de nossa Presidenta não são fortes o suficiente para acobertar casos de PEDOFILIA. Esse Bento e sua trupe envergonham os fiéis do Brasil.

    Quem são esses mercadores da Fé para querer medir ou imiscuir na religiosidade de quaisquer de nós!

    É patética essa igreja nazi-pedófila!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *