Hiroshi Bogéa On line

Pa-150 recebe novo tapa-buracos

 

A pavimentação danificada de trecho da Pa-150, entre Moju e Tailândia, está sendo recuperada.

A construtora Terraplena é quem executa os serviços, retirando grande parte do asfalto condenado.

Terraplena retira asfalto danificado....

O grande problema da rodovia Pa-150 é que de tanto ser submetida a tapa-buracos, o leito da estrada se transformou num “pula-pula” quilométrico devido as seguidas camadas de massa asfáltica colocadas uma sobre a outra.

Resultado: a estrada tornou-se perigosa, mais do que já é, em função dos solavancos provocados pelos tapa-buracos.

O governo do Estado precisa viabilizar recursos para fazer novo pavimento em toda a sua extensão.

Terá condições para isso?

... E recoloca outra massa asfáltica
Post de 

5 Comentários

  1. ALEX

    8 de julho de 2012 - 11:03 - 11:03
    Reply

    AMIGO ME DESCULPA MAIS NÃO VI ANO PASSADO NENHUM TRECHO DA PA 150 (MOJU-TAILÂNDIA) TER BURACO TAPADO. INCLUSIVE TINHA PLACA DE RESTAURAÇÃO EM ALGUMAS PARTES DA ESTRADA, MAS NADA FOI FEITO E O DINHEIRO DA OBRA ESTAVA AVALIADO EM 1 MILHÃO E MEIO DE REAIS E NÃO SEI P QUEM FOI!! EU FAÇO SEMPRE ESSA VIAGEM E FICO HORRORIZADO COM AS CONDIÇÕES DA ESTRADA! INCLUSIVE TIREI VÁRIAS FOTOS DAS PLACAS E DOS VÁRIOS BURACOS QUE TEM NA ESTRADA. UMA VERGONHA!!!

  2. Vicente Júnior

    15 de agosto de 2011 - 12:02 - 12:02
    Reply

    Parece uma piada, mais estas obras estão totalmente paradas, não tem mais nem uma maquina da Terraplena tapando buracos na PA 150 entre Moju e Marabá, os pontos críticos continuam entre Moju e Tailândia e Jacundá e Nova Ipixuna, ai hoje o Governador manda por uma placa na saída de Moju dizendo que foi destinado milhões para recuperar a PA 150 e ta tudo parado, sem contar com as balanças que foram todas desativas, assim não tem asfalto que aguente. Pra onde foi a grana e o asfalto. Ai nossos carros vão se acabando e corremos risco de acidente com tanto buraco.

  3. Gilvandro Oliveira

    26 de julho de 2011 - 12:37 - 12:37
    Reply

    Hiroshi,

    O trecho mais crítico da Pa-150 está entre Jacundá e Nova Ipixuna, além dos buracos as pontes estão em estado caótico.

    • Hiroshi Bogéa

      26 de julho de 2011 - 12:56 - 12:56
      Reply

      Verdade, Gilvandro. Passei pela estrada há tres dias. O pior trecho é esse mesmo.

  4. Luis Sergio Anders Cavalcante

    26 de julho de 2011 - 09:58 - 9:58
    Reply

    Hiro, seria interessante e esclarecedor, saber, o que determina e recomenda a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para pavimentação asfáltica de rodovias (caso da Pa-150), como conteudo, tipo/aplique do material, bem como manutenção, particularidades etc…Comtemplaria, pelo menos, com a informação ao leitor comum sobre o caso em tela. Em 26.07.11, Marabá-PA.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *