Hiroshi Bogéa On line

Os votos de Asdrubal virarão miragem?

 

Ao longo dos anos, o deputado federal Asdrubal Bentes (PMDB)  conseguiu consolidar a fidelização de quase a  metade dos votos dos marabaenses.

Na última eleição, ele obteve mais de 50 mil em Marabá, do total de 87.681 obtidos em todo o Estado.

Em 2014, os votos de Asdrubal estarão flutuando, diante da impossibilidade dele se candidatar, transformado em inelegível pela Justiça Eleitoral.

Muito voto.

Patrimônio eleitoral ambicionado por quase todos os políticos do Pará, e de Marabá, claro.

Quem trabalha para ficar no meio desse paneiro de votos é o empresário Ítalo Ipojucan, atual secretário de Indústria  e Comércio.

Provavelmente, num voo mais ambicioso, Ítalo tentará obter pelo menos parte do formidável patrimônio construído por Asdrubal.

Nos bastidores,  ele trabalha nesse sentido – faz todo tipo de esforço para conseguir a simpatia de algumas lideranças comunitárias e, óbvio, o próprio consentimento do prefeito João Salame – presidente estadual do PRÓS, partido ao qual Ipojucan encontra-se filiado.

Na pior brecha de probabilidade, o secretário da Sicom buscará uma cadeira na Assembleia Legislativa, que deverá ter, outra vez, acirrada disputa pelos mais de 160 mil eleitores marabaenses.

Há fartura de pré-candidatos, nessa seara.

Post de 

4 Comentários

  1. Antonio Carlos Pereira Santos

    17 de dezembro de 2013 - 18:56 - 18:56
    Reply

    Nada pessoal contra o Sr. Ítalo. Só acho que não é merecedor de confiança um político, em início de carreira, que já mudou de partido. Ora, o discurso de incompatibilidade e outros do mesmo naipe já estão manjados. Mero oportunismo. Em 17.12.13, Mba.-PA.

  2. Gilsim Silva

    16 de dezembro de 2013 - 22:33 - 22:33
    Reply

    Caro Hirochi, conhecedor que sou da participação politica do Italo Ipojucan, como Vice Prefeito (Gov.Tião Miranda), Secretario de Industria e Comércio da gestão anterior e da Atual. Avalio que como vice-prefeito honrou todo o mandato com responsabilidade sem causar transtornos a governabilidade e concluindo uma administração que foi positiva ao desenvolvimento de Marabá.E como ocupei o cargo de Chefe de gabinete do Prefeito , nesse período e pude comprovar que ele tinha essa postura de compromisso com nossa cidade. E como Secretario de Industria e Comércio do atual governo, acredito que o Prefeito João Salame, que tem grandes projetos de mudanças pra Marabá e visa desenvolver o potencial do comercio e industria da região , ao convidar o Ítalo para ocupar essa pasta fez uma avaliação profunda do histórico entendendo sua capacidade para tal. Abraços e meu respeito a todos .

  3. a

    16 de dezembro de 2013 - 15:10 - 15:10
    Reply

    Anônimo
    Secretário de todos os últimos prefeitos do município, foi presidente do conselho deliberativo do SEBRAE, presidente da ACIM e foi até vice-prefeito. É muito articulado com a classe empresarial, o Ítalo é um rapaz que fala a linguagem do tecnocrata de difícil compreensão para o povão. Além do mais, é muita areia para o caminhão do moçoilo que não possui carisma e apoio popular. Sempre larga mais não chega. A cidade vai dispersar seus votos em candidatos paraquedistas que, como o próprio Ítalo, tem discurso mais não tem serviços prestados. Este cara já pertenceu a quantos partidos? PDT, PMDB e a agora ao novo PROS. O rapaz não pode creditar realizações em seu currículo, apenas a ocupação de espaços.

  4. Francisco Sampaio Pacheco

    16 de dezembro de 2013 - 11:42 - 11:42
    Reply

    Seara saudável?

    Há fartura de pré-candidatos sim, um campo contaminado pelo veneno dos politiqueiros oportunistas. Depois de toda a preparação, vem à colheita. Os semeadores malditos! Os enganadores do povo, amaldiçoando os meninos de pé no chão que não sabem nem chorar pois lágrimas não há! Menino onde sua mãe nem vê seu filho crescer! Nunca ouviram falar de PAPAI NOEL! Saibam politiqueiros, existe alguém fazendo uma conta pra um dia ser cobrado.

    Saudações marabaenses!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *