Hiroshi Bogéa On line

Os sete cavaleiros do apocalipse

O post reproduz a cena conforme contada por fonte confiável.

Passava de uma hora da madrugada desta quarta-feira, 31, quando o prefeito diplomado Maurino Magalhães (PR) foi chamado à residência do médico Nagib Mutran, eleito vereador de Marabá pelo PMDB, para ser comunicado de decisão acordada minutos antes pelos futuros vereadores integrante do denominado “Grupo dos 7”, segundo a qual o candidato a presidente da Câmara sairia mesmo dali – em oposição ao objetivo de Maurino eleger um candidato de sua preferência: Miguelito Gomes (PP), Ronaldo da Yara (PTB) ou Irismar Nascimento (PR).

Parênteses aberto

A Câmara Municipal de Marabá elegeu 13 vereadores, dos quais apenas seis estariam fechados com as pretensões do prefeito diplomado eleger a mesa diretora de sua confiança.

Fecha parênteses

Ao chegar à casa do médico, Maurino foi logo cumprimentado pelo vereador diplomado Antonio da “Ótica”, filiado ao mesmo partido do prefeito, o PR.

Tudo bem, prefeito?

Não, não está bem, não! -, respondeu Magalhães, demonstrando de cara seu aborrecimento com a estratégia do grupo de se opor à sua orientação.

A partir daí, rolou de tudo. Até ameaça de cassação.

Maurino Magalhães ouviu o que não queria ouvir, e desabafou à mesma altura, lembrando de forma clara e direta, o poder da caneta do Executivo para canalizar ações de interesse ou não de cada membro do Grupo dos 7.

Momento de maior rispidez foi quando o prefeito, a poucas horas de ser empossado, travou dura discussão com Antonio da “ Ótica”. Maurino lembrou o risco que ele corre de cassação de mandato, caso mantenha a posição de não seguir orientação do PR, controlado na região pelo prefeito.

Trocando em miúdos, os desdobramentos da madrugada na casa de Nagib Mutran ainda renderão muitas prosas na política de Marabá.

Maurino, catimbeiro andarilho da política, sabe das intenções tenebrosas do “Grupo dos 7”. Na melhor das levadas, nem ele e nem seus assessores têm dúvidas de que será muito cara a fatura da atual manobra.

A eleição da mesa diretora da Câmara de Marabá está marcada para as16 horas desta quinta-feira, 1º.

O “Grupo dos 7” é constituído pelos seguintes vereadores:

Nagib Mutran Neto (PMDB) 2.537 votos
Antonio Hilário Ribeiro “Ótica” (PR) 2.019 votos
Ronaldo da 33 (DEM) 1.927 votos
Alécio da Palmiteira (PSB) 1.602 votos
Gerson Augusto dos Santos Varela (PHS) 1.474 votos
Antonia Carvalho de Araújo Albuquerque – “Toinha” (PT) 1.446 votos
Julia Rosa (PDT) 1.163 votos

“Grupo dos 6”, fiel à orientação de Maurino Magalhaães:

Miguelito Gomes (PP) 2.681 votos
Ronaldo da Yara (PTB) 2.098 votos
Ismaelka Queiroz Tavares (PTB) 2.064 votos
Vanda Régia Américo Gomes (PV) 1.361 votos
Edivaldo Santos (PPS) 1.208 votos
Irismar Nascimento Araújo Sampaio (PR) 1.053 votos

—————-

Correção:

1- Júlia Rosa obteve 1.663 votos. Esqueçam os 1.163 digitados erroneamente acima.

2- Alterem a composição dos grupos de vereadores antagônicos. Ronaldo da 33 (DEM) não faz parte do G-7, e sim Edivaldo Santos (PPS).

Post de 

13 Comentários

  1. Anonymous

    3 de janeiro de 2009 - 18:00 - 18:00
    Reply

    Parabéns ao G7, derrotaram o Tião, o Maurino, o João Salame e o Miguelito.

  2. Anonymous

    2 de janeiro de 2009 - 16:26 - 16:26
    Reply

    CAro Hiroshi,

    Pela Primeira Vez a Camara elegeu uma mesa diretora não indicada pelo prefeito municipal. Isto, sem duvida, deve ser considerado um avanço positivo na historia do Legislativo Municipal.
    Venceu a habilidade, a responsabilidade e a estratégia do G-7. contra os interesses pessoais do Prefeito empossado.
    Parabens G-7, Brilhante estratégia de Nagib e do seu grupo.
    Parabens Julia Rosa pela eleição de Presidente e a todos do grupo que se mantiveram firmes e independentes.
    Agora sim a camara tem um grande grupo independente, articulado para não permitir que Marabá retroceda.

    Benedito Neto

  3. Anonymous

    2 de janeiro de 2009 - 10:53 - 10:53
    Reply

    Anônimo 1:31 AM, coitado do Maurino, uma ova. Ele mesmo (o prefeito) comunga com essas práticas. Desse jeito ele vai se dar muito bem, mas nós, não…

  4. Anonymous

    2 de janeiro de 2009 - 03:55 - 3:55
    Reply

    O Hilário precisa com urgência procurar um oftalmologista.A visão politica dele está precisando de um oftalmologista. Pela ótica dele, bem capaz do Instituto Benjamin Constant, chamá-lo com para uma avaliação e propor a ele um curso em braile, assim poderá enterder melhor o que diz a carrtilha.

  5. Hiroshi Bogéa

    1 de janeiro de 2009 - 15:07 - 15:07
    Reply

    10:43 PM, desculpe. É que não corrigi a descrepância dos números em minha lista quando da última vez em que citei a votação de Júlia Rosa erradamente.
    Você tem toda razão. Ela obteve 1.663 votos, e não 1.163.
    Perdoe, parceiro.

  6. Anonymous

    1 de janeiro de 2009 - 12:33 - 12:33
    Reply

    Prezado Hiroshi
    Fica difícil de levantar determinados perfis de vereadores, já que comungo com a idéia de que vc tem determinado linha política tem que segui-la independente se é do DEM, PPS ou outro partido, mas me admira uma vereadora PDT, ficar numa situação destas atirando para todo lado E o grande lider do PDT na região qual a sua posição a respeito, será que não é a hora dele posicionar????

  7. Anonymous

    1 de janeiro de 2009 - 11:51 - 11:51
    Reply

    Olha, se uma atitude deve ser censurada é a do Prefeito Maurino. Sem qualquer pudor, ele se arvora de detentor de superpoderes, ameaçando aqueles que não rezem pela sua cartilha.
    Quanto ao G7, sua constituição é legítima, tem objetivo único de eleger a Mesa da Câmara e, ao que consta, não fará oposição sistemática ao novo prefeito.

  8. Anonymous

    1 de janeiro de 2009 - 04:31 - 4:31
    Reply

    Marabá merece, vc olhando a relação de vereadores eleitos, da vontade de chorar, depois o povo fica reclamando q o prefeito n fez isso n fez aquilo, ora com um time desse vai fazer o q? eles mesmos elegem vereadores sem a mínima capacidade de legislar, imaginem os projetos q vão ser apresentados pelos referidos edis: isenção na venda de palmito, regulamentação de + moto taxis na cidade, + verba para aumentar o Maraluar, distribuição de óculos grátis pra população, + carro pipa pra jogar água nas ruas da 33, coitado do Maurino vai ter q orar muito se n a vaca vai pro brejo.

  9. Anonymous

    1 de janeiro de 2009 - 01:51 - 1:51
    Reply

    Ele não foi chamado à casa do vereador, ele se convidou a ir até lá. E tem um ditado muito certo que diz, ” quem fala o que quer, ouve o que não quer “.

  10. Anonymous

    1 de janeiro de 2009 - 01:45 - 1:45
    Reply

    Hiroshi, você se equivocou, Ronaldo da 33 não faz parte do G-7, e sim o Edivaldo Santos.

  11. Anonymous

    1 de janeiro de 2009 - 01:43 - 1:43
    Reply

    Hiroshi, já é a segunda vez que você coloca a Júlia Rosa com 1.163 votos, ela teve 1.663 votos.

  12. Anonymous

    31 de dezembro de 2008 - 20:23 - 20:23
    Reply

    Hiroshi, a câmara de marabá há muito anda mal das pernas, distante das necessidades do povo de marabá, a questão do transporte urbano é uma delas. O povo sofre com onibus caros, demorados e em pedaços. Me espanta mais, nisso tudo, é a junção de Júlia Rosa com Nagib Mutran, como é possível?
    Essa situação indica bem a medida da relação dos vereadores com o executivo, começou muito mal, se tua fonte estiver certa. Onde já se viu um prefeito ser chamado à casa do vereador para ouvir imposição? Devem estar com muita sede no pote.
    José Renato

  13. roberto

    31 de dezembro de 2008 - 18:21 - 18:21
    Reply

    Nao fico surpreso com os fatos acontecidos,Marabá é quem vai perder com esta jogatina podre,cujo padroes eticos sao jogados pelo ralo,me deixa triste é ver que interesses obscuros nao sao comunicados ao povo,Marabá merece

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *