Os criativos rebeldes apenados

Publicado em 17 de julho de 2007

A prodigiosa mediocridade da UFPA pode ser medida em vários estanques. O insuperável Lauande alerta que num deles os “alunos têm que provar aquilo que os professores querem”. Quanto a criação como busca e fim da Academia, isso é conversa pra boi dormir. “Pra que criar? Se isso vai dar trabalho para o professor porque ele vai ter que estudar coisa que ele não sabe ou não foi contemplado na sua cultura de fazer grade curricular”.
Mestre Lauande ensina mais. Muito mais. Basta visitá-lo Aqui.