Ordinariamente fofo

Publicado em 17 de maio de 2009

Conheci um blog gostoso, assinado por uma Marie a explicitar sua alma cotidianamente feminina. E com gente de ponto-batido fazendo comentários.

Um  post fofinho:

 

Fenomenal?

Sou só ou vocês também estão achando esse oba-oba em torno do Ronaldo um pouco forçado? No Fantástico disseram que ele ganhou um novo apelido, Ronaldo-Superação. Isso e mais os comerciais de cerveja e os comentários de Pelé. Eu não manjo de futebol, mas estou desconfiada que esse barulho todo não é justificado. Isso e a tal da gripe do porco

 

Marie obteve logo respostas de seus comentaristas. Uns engraçados, outros nem tanto. Como ocorre a todo blog que se preza.

Três manifestações deles:

 Lincoln Noronha disse…

Tudo a ver a onda do Ronaldo. Você como cientista política que tá de olho na mídia tem que olhar com mais calma. O Ronaldo é gordo, bebe, faz putaria e ainda assim ganha todas! Bem melhor que o Kaká que é metido a virgem, protestante, branco, bonitinho e dedicado à profissão. Daí o apelo do Ronaldo.

 Marie disse…

Eu entendo o seu argumento e concordo em parte, até porque adoro celebridades lama. O que eu acho forçado é que tudo dá muito certo, parece coisa armada.

Syntia disse…

Eu desejo que o Ronaldo volte pra lama total!!! E eu entendo de futebol!

E a  nossa blogueira não perde o glamour, mesmo sendo prendada:

De vez em quando eu tenho fantasias de que sou uma dona de casa dos anos 50, muito prendada, de salto alto, batom, cabelo no lugar e unhas feitas. Uma cozinheira de mão cheia com uma casa que é um brinco e secretamente alcoólatra. É que a minha fantasia de dona de casa dos anos 50 na verdade é uma fantasia de dona de casa a la Bree Van Der Kamp, a mais “housewife” das Desperate Housewives. Um coisa assim chique, que fica de pileque sem que os outros notem, mulher que sofre dos nervos e desmaia, fina. Nada a ver com ser Amélia, porque nos meus sonhos eu sou essa dona de casa perfeita que nas horas vagas escreve livros. Uma dona de casa intelectual. 

Terminem de ler aqui.