Hiroshi Bogéa On line

Onça-Puma afetaria índios e assentados

 

 

Anônimo, em comentário ao post Pedida suspensão das atividades da Onça-Puma/Vale:

 

 

Hiroshi, sou academico e fiz juntamente com um grupo de estudantes um estudos de impactos da vale em ourilandia, e o nosso estudo foi nos assentamentos atingidos diretamente pelo projeto onça/puma! ou seja não é só os indios que estão sendo afetados mais sim trabalhadores rurais, acho que não é só a sema e a funai que tinha que ser responsabilizada! mas também o INCRA, que acompanhou tudo que tava acontecendo com os trabalhadores, e não fez nada. o INCRA tava fazendo era estudo e relatório pra justificar a retirada dos trabalhadores da região. então é muito comum e lamentavel que estes órgãos estejam a serviço da VALE! e não do povo!

Post de 

1 Comentário

  1. Anônimo

    30 de maio de 2012 - 09:49 - 9:49
    Reply

    Hiroshi, sou o estudante anonimo que postei, o comentário sobre a afetação dos assentados por conta do projeto onça/puma! não sabia que você iria postar o meu comentário, portanto não coloquei informaçoes mais precisas! mas agora vou esclarecer alguns fatos sobre esse problema: os dois projetos de assentamento que ficam no entorno do projeto onça/puma são; o PA Campos Altos e o Tucumã, e até agora 89 familias foram retiradas dos seus lotes e indenizadas! e isso com o consentimento do próprio INCRA, digo isso porque todo projeto de assentamento é criado por decreto federal, e a própria lei diz que uma vez criado, este não pode ser expropriado!
    então é uma contradição o INCRA assentar trabalhadores rurais e depois para atender a interesses de uma empresa privada, apoiar a desapropriação destes assentados!
    na minha opinião o INCRA deveria ser o primeiro a bater o pé e não aceitar este tipo de imoralidade! e é por isso que eu sustentei e sustento que o INCRA tem que ser responsabilizado por isso!
    por que mesmo que a vale pague pelos bens materiais que muitas vezes não comtempla tudo, já que as benfeitorias feitas pelo governo como estradas, iluminaçao etc.. não são levadas em conta.
    isso não será suficiente por que quando um individuo encontra um espaço pra morar, ali ele constroi coisas e bens que possuem um valor que não se pode pagar!
    num assentamento o agricultor constroi coisas com valor material mas também com valor simbólico, e dinheiro não paga o valor simbólico! isso sem falar que é um prejuizo enorme ter que recomeçar tudo de novo em outro lugar!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *