Hiroshi Bogéa On line

Obras de derrocagem do Lourenção têm previsão para começar somente em dois anos

O ministro da Integração, Helder Barbalho, disse em Itupiranga, durante ato de assinatura da ordem de serviço para a derrocagem do pedral do Lourenção, que as obras, propriamente dita, de retirada de cerca de 1,5 milhão de tonelada de pedras,  viabilizando a hidrovia do Tocantins, de Marabá a Barcarena, começarão somente daqui a dois anos.

A conta do ministro se baseia na demora  que a empresa vencedora da licitação levará para desenvolver projeto executivo e de licenciamento, junto aos órgãos ambientais: 24 meses.

Somente depois dessa etapa, as obras de derrocamento terão início.

Ministro dos Transportes, Maurício Quintella, assinou a ordem de serviço diante de políticos, empresários e a comunidade de Itupiranga.

 

Post de 

2 Comentários

  1. Edenei

    19 de junho de 2016 - 20:23 - 20:23
    Reply

    E sinto cheiro de enrolaçao!

  2. Pimenta de bode

    18 de junho de 2016 - 13:07 - 13:07
    Reply

    “De acordo com a publicação, a vitória de um consórcio liderado pela DTA Engenharia foi alvo de questionamentos do mercado sobre a capacidade de essa empresa executar a obra. O portfólio da DTA engloba atividades de dragagem e desenvolvimento de projetos para terminais portuários – o que não inclui a execução de obras de derrocamento, que envolvem engenharia especializada. Por isso, a empresa vencedora é acusada de incompetência para executar a obra, o que gera incertezas sobre o processo licitatório.” Será se não vai saí uns $$$$$$ desviado dessa obra para abastecer a campanha do ministro para governo do estado em 2018???? Quem viver verá!!!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *