Obra de Gaitá em exibição em Belém

Publicado em 24 de abril de 2014

 

PaulaQuem estiver em Belém ou dirigindo-se à capital, nesta quinta-feira, 24, tem a oportunidade rara de assistir ao filme “Exilados do Vulcão”, de Paula Gaitãn(foto).

O longa será exibido no Cineclube Alexandrino Moreira, do Instituto de Artes do Pará (IAP), a  partir das 19 horas.

A exibição é uma parceria do IAP com o projeto Curta Circuito, que, com quatro linhas conceituais de exibição, traz a Belém o “Eixo BR”, um espaço para a produção jovem e contemporânea do cinema brasileiro.

Esta é quarta exibição da mostra na capital.

A parceria com o IAP começou em novembro de 2013, com a exibição das linhas “Eixo BR” e “Clássicos BR” com os filmes “Bróder”, de Jeferson De, e “Tostão – A Fera de Ouro”, de Paulo Laender e Ricardo Gomes Leite. Este ano, a primeira a mostra voltou em março, com o filme “Periscópio”, de Kiko Goifman.

“Exilados do Vulcão” conta a história de uma mulher que conseguiu salvar do incêndio uma pilha de fotografias e um diário com frases escritas à mão. Estas palavras e rostos são os únicos rastros deixados pelo homem que ela um dia conheceu e amou.

Cruzando montanhas e estradas, ela tenta refazer os passos dele.

Os lugares que ela visita carregam pessoas, gestos, lembranças e histórias que, pouco a pouco, se tornam parte de sua vida. O filme foi lançado em 2013 e não é recomendado para menores de 16 anos.

Paula Gaitán nasceu em Paris, graduada em artes visuais e  filosofia,  mudou-se para o Brasil em 1977.

No ano seguinte, trabalhou com Glauber Rocha, assinando a direção de arte do filme “A Idade da Terra”.