O riso no rio de Rosilda

Publicado em 22 de junho de 2008

Às 6 da manhã, dona Rosilda leva ‘Zazá’ e ‘Fifi”, dois papagaios de sua estimação, para sentirem o frescor do Araguaia, em frente a São Geraldo, onde ela reside à beira d’água.

Moradora em ribanceiras, a simpática senhora é contadora de causos, conhecendo a vida do lugar como poucos.

Bem cedinho, na casa de Rosilda, tomando café com peta, de frente pro rio ainda orvalhado, faz bem à saúde.

Rejuvenesce também.