Hiroshi Bogéa On line

O riso no rio de Rosilda

Às 6 da manhã, dona Rosilda leva ‘Zazá’ e ‘Fifi”, dois papagaios de sua estimação, para sentirem o frescor do Araguaia, em frente a São Geraldo, onde ela reside à beira d’água.

Moradora em ribanceiras, a simpática senhora é contadora de causos, conhecendo a vida do lugar como poucos.

Bem cedinho, na casa de Rosilda, tomando café com peta, de frente pro rio ainda orvalhado, faz bem à saúde.

Rejuvenesce também.

Post de 

3 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    24 de junho de 2008 - 17:04 - 17:04
    Reply

    Ela também é bela. Um exemplo de mulher simples e cheia de causos para contar. Precisa conhecê-la, Waleiskinha…
    bjs

  2. .

    23 de junho de 2008 - 23:32 - 23:32
    Reply

    Mas que bela foto…
    Que inveja desse quintal da Rosilda…

    beijins!
    waleiska

  3. Janjão

    23 de junho de 2008 - 14:22 - 14:22
    Reply

    LEÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.
    TÁ CHEGANDO A HORA DA ÁGUIA, PEIA NELA

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *