O outro

Publicado em 23 de novembro de 2007

Ausente de Marabá uns dias, o poster não tem feito leitura diárias, como sempre faz, de jornais e publicações outras do Pará. Por este motivo, pede desconsiderações caso algum veículo – ou blogueiro – tenha esmiuçado o tema.
Ao que tudo indica, apenas o Cláudio Guimarães, essa figura símbolo dos esportes paraenses, citou em sua coluna do Bola, edição de quinta-feira, 22: “Nome de Vanderley Luxemburgo, notório sócio de Chico Ferreira, chegou a ser citado no julgamento dos irmãos Novelino”.

Pois é. O grande Luxemburgo, em suas andanças triunfais por Tucuruí e Parauapebas, ao lado do Ferreira, verdadeiramente tinha alguma ligação comercial com o chefe da troupe que matou os irmãos do deputado Alessandro Novelino (PMDB). O treinador pode até ter sido envolvido pelos argumentos “ encantadores” de Chico, mas que ele também não é lá boa bisca, isso se evidenciou quando ele foi investigado pelas CPIs da Câmara e do Senado que apuraram irregularidades no futebol brasileiro e teve que se defender das acusações de sonegação de impostos, falsidade ideológica e participação em negociatas envolvendo a compra e venda de jogadores de futebol.

Autêntica folha corrida.