O erro e a sacanagem

Publicado em 28 de fevereiro de 2007

Todo ano a cena de repete. Os bacuraus ditos responsáveis pela defesa civil são pegos de calção, no meio da chuva, anunciando, com bastante atraso, “estarem tomando medidas cabíveis” para atender aos flagelados, enquanto estes invadem prédios públicos em busca de abrigo. Se a Defesa Civil tem seus servidores mensalmente pagos pelo dinheiro do contribuinte, por que não planejam com antecedencia a locação dos abrigos para o encaminhamento programado das famílias desalojadas? Por que as prefeituras, se em primeira instância são as que permitem o surgimento de aglomerados em áreas baixas das cidades, revelam sempre despreparo no enfrentamento do flagelo? Já que permitiram a construção de casas nas regiões atingidas pelas cheias do Itacaiúnas e Tocantins, prefeitos e vereadores deveriam ser responsabilizados pelos maus tratos dispensado aos desalojados nessa época do ano, com algum tipo de pena civil destinada a corrigir a repetição das barbáries comumente registrada na primeira subida das águas.