Hiroshi Bogéa On line

O ciclo se repete

Os números são impressionantes.

Dos 143 municípios paraenses, apenas dezesseis estão aptos a receber recursos federais. O restante, quase 82%, deve o INSS.

Da lista dos bons pagadores, seis são do Sul do Pará: Água Azul do Norte, Nova Ipixuna, Palestina do Pará, Santa Maria das Barreiras, Santana do Araguaia e São Domingos do Araguaia.

A relação é fechada com os municípios de Altamira, Augusto Corrêa, Belém, Bragança, Garrafão do Norte, Medicilândia, Moju, Paragominas, Santarém, e Terra Santa.

Novos prefeitos e reeleitos dos 127 municípios devedores vão ter que tourear as dívidas, ou assistir  a repasses institucionais retidos.

O engraçado de tudo isso é que os prefeitos ratazanas, com os bolsos empapuçados, no máximo terão direitos políticos cassados por um curto tempo.  

Post de 

6 Comentários

  1. Anonymous

    16 de dezembro de 2008 - 22:41 - 22:41
    Reply

    O G-7 acabou, agora com 21 vereadores, Miguelito vai sagrar-se Presidente com votos de sobra, já que da turma que vai entrar, SEIS votarão nele com certeza, são eles: Ademar de Alencar, Mamoré, Leodato, Dr. Adailton, Regivaldo e Chico do Flamengo.

  2. www.ribamarribeirojunior.blogspot.com

    16 de dezembro de 2008 - 16:52 - 16:52
    Reply

    O vereador eleito Alécio da Palmiteira foi pressionado ontem a tarde durante reunião da cúpula do partido em Marabá. A direção local do PSB defende o voto no candidato a presidencia da CMM Miguel Gomes Filho (PP), enquanto Alécio eleito pelo PSB já tinha fechado acordo com um grupo de vereadores denominado de G-7.

    Alécio argumenta que a população não gost amuito do verador e presidente atual da Câmara, e fechopu seu voto com um grupo que deseja renovação do parlamento. A direção do partido pressionou de todas as formas a posição do vereador eleito.

    Segundo uma fonte a posição do vereador deve ser mudada até o dia da posse. Vamos conferir!!!

  3. Anonymous

    16 de dezembro de 2008 - 13:07 - 13:07
    Reply

    Parauapebas sempre esteve na lista, desde Faisal, este não pagava nem promesa à mãe. Ficou até encurralado na prefeitura uma vez, quando os servidores queriam sua cabeça. Apesar disso o “homenzin” foi eleito deputado estadual duas vezes, elegeu e reelegeu sua mulher à prefeita, hoje ex-mulher Bel Mesquita. Não bastasse, na última eleição foi o vereador mais votado do Pebinha.

    Com esse histórico o prefeito atual DARCI LESMA só segue o roteiro e tá nem aí pra essas “bobeiras” de legalidade, imessoalidade, moralidade, publicidade, prestação de contas e outras “baboseiras”. Diz ele que vai prestar contas a Deus, ao todo poderoso. Diz mais, pois pra ele lá no Rio Grande do Sul, estado de origem do alcaide, segundo ele bem mais “civilizado” que o Pará, não se liga pra isso, imagine se ele vai perder o tempo dele, afinal, emenda o prefeito da Capital do Minério, “tempo é dinheiro”!

    Trangressão pura, né Hiroshi? E o remédio é só um: uma eleição atrás da outra e quem sabe um dia a casa cai. Muitas já caíram.

  4. Anonymous

    15 de dezembro de 2008 - 22:05 - 22:05
    Reply

    Marabá não está na lista de Municípios bons pagadores? Cadê a empáfia de Dom Sebastião?

  5. Anonymous

    15 de dezembro de 2008 - 21:59 - 21:59
    Reply

    E o Peba hein?
    Tanta grana e a na lista suja!!

  6. Anonymous

    15 de dezembro de 2008 - 21:15 - 21:15
    Reply

    O pior é ter que aguentar agora, em vez de 13 vereadores, 21…é brincadeira !!!!
    Hiroshi, pra quê Marabá precisa de 21 vereadores, coitado do prefeito Maurino….
    Essa PEC n. 20/2008 não poderia ter vindo em pior hora.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *