O “barraco” do militar

Ursula Hage, leitora do blog, comenta o suposto barraco armado pelo comandante do 23º. Batalhão de Polícia Militar de Parauapebas:

 

É preocupante que uma autoridade responsável por zelar pela ordem e disciplina de seus gerenciados tenha uma postura tão degradante. Tal fato aconteceu num Sítio de um conhecido meu, o Sr. Clayton, ex-funcionário da Vale e que para o seu lazer adquiriu uma chácara na Vila Palmares II. Parecia uma preça de guerra, quando o Comandante Roberto efetuou vários disparos, em função de seu estado de embriaguês. Este fato ocorreu há mais ou menos um mes. Ontem, escutando o programa de meu amigo Demerval, na Arara Azul, divulgou-se que novamente o dito Comandante, novamente movido pela embriaguês promoveu um quebra-quebra no Bar Opção, de meu amigo e trabalhador Willian, chegando a espancar e humilhar um pobre garçon, não satisfeito, ainda efetuou, novamente varios disparos, na mesma madrugada no BAR SPORT CENTER, em frente ao Terminal Rodoviário de Parauapebas. Pelo amor de Deus, como esse Comandante irá lidar com seus Policiais quando estes praticarem algum deslizes, ou será que ele é daqueles: “FAÇA O QUE MANDO, MAS NÃO FAÇA O QUE FAÇO.”