Hiroshi Bogéa On line

Números corretos

A contrário do que foi publicado anteriormente no blog, baseado em informações da coordenação do candidato Tibirica, a votação obtida por ele foi bem menor do que os 4.556 votos supostamente registrados no Cartório Eleitoral, que apurou em separado os sufrágios do representante do Psol, que estava com a candidatura subjudice.

Eis o resultado oficial da eleiçào de Marabá:

Maurino Magalhães (PR) —— 45.963 votos
João Salame (PPS) ———— 27.442 votos
Bernadete ten Caten (PT) —– 18.916 votos
Tibirica (Psol) —————– 1.157 votos

Post de 

7 Comentários

  1. Anonymous

    13 de outubro de 2008 - 12:35 - 12:35
    Reply

    Blogueiro…
    Caro Hiroshi seu blog ja era um sucesso, e depois dessas eleições nem se fale!!aqui em marabá, o comentário é.. tu viu oq escreveram no blog do Hiroshi?ja mim falaram de politicos que torcem pra ter seu nome comentado nem que seja do tipo “Falem mal,mas Falem de Mim” .

  2. Anonymous

    11 de outubro de 2008 - 12:53 - 12:53
    Reply

    Os novos parlamentares de marabá devriam repensa em como sua atução deve ser concentrada, o Maurino é uma nova força política que veio e mostrou seu recado, sufragado com uma ampla vantagem de votos seus concorrentes, vereadores como a Vanda que só fazem barulho e alardeiam apenas os interesses do Tião deveriam analisar realmente o que é de interesse popular, afinal quem já viu uma proposta ou um feito para o bem da cidade que ela tenha feito, eu pelo mesno nasci e me criei em Marabá, conheço a mesma desde criança e até hoje numca vi um projeto sequer que ela tenha feito e trabalhado em prol do município. Acordo veradores senão em 2012, vocês serão excluidos da vida vereadores que já é carreira e profissão de muitos de vocês.

  3. Anonymous

    11 de outubro de 2008 - 03:21 - 3:21
    Reply

    João Salame continua devendo explicação sobre as pesquisas. Não adianta dizer que o instituto que deve se responsabilizar. O seu jornal acabou envolvido no episódio, e jornal vive de credibilidade.

    No frigir do ovos, o grande eleitor (TM) virou o grande peso morto da campanha.
    E o PT, que não renova quadros nem discurso, também tem que ficar velhaco pra não voltar ao patamar de dez anos atrás.

    Maurino foi o catalizador de uma turma grande que passou 12 anos às margens do poder. Durante mais de uma década, o poder municipal serviu a um grupo reduzido e fechado. Os marginalizados passaram todos esses anos tentando achar uma brecha. Acharam!
    Maurino foi um voto de protesto a isso. Tião demonstrou que é bom com o poder na mão, e a galera interpretou seu final de mandato como uma chance de se livrar do homem. A situação de desgaste é análoga ao fogo de monturo – vai se preprando devagar e escondido, mas quando acha oxigênio na superfície é labareda que domina.

    O problema é que conhecendo um pouco da história do Maurino, não vejo porquê ficar otimista.

  4. Anonymous

    10 de outubro de 2008 - 14:51 - 14:51
    Reply

    É interessante ver que em Marabá as grandes siglas foram pulverizadas na última eleição. PSDB, DEM e PMDB sequer disputaram o pleito maajoritário. E a votação do PT foi uma decepção

  5. Anonymous

    10 de outubro de 2008 - 14:49 - 14:49
    Reply

    aurino já demonstra ter mais verniz do que Tião Miranda. Esta semana embarcou para Portugal. Certamente não foi montado no jegue que aparece na capa de seu livro. Nem com sobras de campanha. Comenta-se que quem bancou o mimo foi a “herbalife”.

  6. Anonymous

    9 de outubro de 2008 - 22:50 - 22:50
    Reply

    Para governar e ter seus projetos aprovados, Maurino vai precisar ter uma base de sustentação na Câmara. Nagib, Edivaldo e irismar estão com o Prfeito. Miguelito abandonou Salame no final da campanha e namora o Prefeito eleito. Ronaldo da 33 vai para a bancada Governista, bastando que aurino prometa alugar um dos seus veículos. Júlia Rosa pode não aderir, mas não vai criar problemas para o Alcaide.Ninguém sabe o destino de Alécio da Palmiteira. Afinal, que conhce esse homem, que só ouvi falar no dia da eleição? Se seguir a história do seu pai, Gerson do Badeco deve aderir à bancada situacionista. Vanda vai fazer oposição raivosa. Toinha, a depender da orientação partidária, deverá fazer oposição crítica ao novo Governo Municipal. Ismaelka
    seguirá orientação do Tião Miranda, seu mentor político, mas não tem cara que fará oposição sistemática.
    O novo Prefeito de Marabá não terá muitos problemas pela frente no campo da governabilidade. Basta um pouquinho de habilidade. Experiência ele tem, após vinte anos de mandato parlamenter.

    José Lopes

  7. Anonymous

    9 de outubro de 2008 - 18:02 - 18:02
    Reply

    Os votos mais conscientes foram os que foram dados para o Tibirica.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *