Hiroshi Bogéa On line

Novo comandante da PM “apronta”

 

Leitor Nonato Silva envia denúncia ao Repórter Cidadão contra o novo comandante da Polícia Militar de Parauapebas.

Sem citar o nome da autoridade, denunciante informa que o militar teria praticado atos desabonadores ao disparar sua arma a esmo, causando susto a medo às pessoas que frequentavam um local de entretenimento.

A denúncia está no Repórter Cidadão, acima da logomarca do blog.

Post de 

11 Comentários

  1. Placido Ramos

    30 de agosto de 2011 - 13:58 - 13:58
    Reply

    A chegada desse oficial para comandar o batalhão de parauapebas deve ter incomodado muita gente, inclusive membros de sua própria corporação. Numa terra em que autoridades policiais são executadas em circunstâncias que não são devidamente esclarecidas, como foi o caso do assassinato do Delegado André Albuquerque, deve o jovem Coronel colocar suas barbas de molho!

  2. Dra. Lídia

    26 de agosto de 2011 - 19:09 - 19:09
    Reply

    ocorridos, tanto no sítio, quanto no bar, não expressam a verdade exata.
    O tenente-coronel Roberto Coracy, é um oficial conceituado na instituição, tendo passado por outros comandos , sempre com muita ética e competência em relação a segurança pública e está incomodando sim a muitos interesses, posto que está nesse comando há poucos meses
    Sr. Nonato e sra. Ursula, o local adequado para denúncias de boa fé, é a corregedoria, e os termos desabonadores a conduta do comandante, passíveis de ensejar processos por calúnia, injúria e difamação.
    A resposta do comandante a tais acusações deverá ser apresentada em trabalho. Isso se essa corrente manobrista o deixar agir.

  3. Dra. Lídia

    26 de agosto de 2011 - 18:47 - 18:47
    Reply

    Não só cheira, como é armação. Os fatos

  4. Maria da Glória

    25 de agosto de 2011 - 18:17 - 18:17
    Reply

    Isso tem cheiro de armação, a quem essa autoridade está incomodando já que ele é novo no comando,eu estava no bar e o que vi foi o contrário,o garçom foi quem tentou agredir o referido policial,( que só agora fiquei sabendo que é o comandante), muitos viram o ocorrido só que ninguém vai falar, talvez por medo.

  5. Dr Ricardo

    25 de agosto de 2011 - 12:40 - 12:40
    Reply

    Agradeço ao jornalista por abrir espaço para que o desfile de opiniões sejam divulgadas, sejam elas a favor ou contra as acusações que são formuladas no blog.

  6. Dr. Ricardo

    24 de agosto de 2011 - 13:48 - 13:48
    Reply

    o que você entende por moderação?

  7. Dr. Ricardo

    24 de agosto de 2011 - 13:48 - 13:48
    Reply

    Ao tecer acusações sobre pessoas públicas que tem reputação inatacada, devem os acusadores primar pela boa fé, caso contrario, poderam sofrer ações judiciais que insejarão indenizações que, com certeza, afetarão a saúde financeira dos difamadores. Agora esperemos que a corregedoria se manifeste!

  8. Dr. Ricardo

    24 de agosto de 2011 - 13:46 - 13:46
    Reply

    Acredito que o comentário da Doutora Hage não deve estar refletindo toda a veracidade dos fatos, uma vez que o Tenente Coronel Roberto Coracy é um oficial bastante conceituado dentro da Instituição Polícia Militar do Pará e já esteve a frente de outros batalhões onde inclusive recebeu honras por sua atuação na segurança pública de cidadãos como a própria doutora.

  9. Dr. Ricardo

    24 de agosto de 2011 - 13:39 - 13:39
    Reply

    Acredito que o comentário da Doutora Hage não deve estar refletindo toda a veracidade dos fatos, uma vez que o Tenente Coronel Roberto Coracy é um oficial bastante conceituado dentro da Instituição Polícia Militar do Pará e já esteve a frente de outros batalhões onde inclusive recebeu honras por sua atuação na segurança pública de cidadãos como a própria doutora. Talvés, esteja a preocupada doutora Hage analisando os casos que alega serem verídicos movida por excesso de emoção, uma vez que afirma serem as “em tese” vítimas seus amigos e “pobres” trabalhadores inocentes. Ao tecer acusações sobre pessoas públicas que tem reputação inatacada, devem os acusadores primar pela boa fé, caso contrario, poderam sofrer ações judiciais que insejarão indenizações que, com certeza, afetarão a saúde financeira dos difamadores. Agora esperemos que a corregedoria se manifeste!

  10. enzo

    10 de agosto de 2011 - 09:10 - 9:10
    Reply

    Sem falar de um PM do comando Tatico, que assasinou uma senhora aqui na cidade, e ja estar em liberdade, foi pra matar o filho da senhora, ela entrou na frente e ele disparou varias vezes contra ela, que veio a obito no local. E quando foi se evadir do local o filho e o esposo da vitima pegaram ele e deram varias facadas nele, que teve muita sorte de nao morrer tambem. Esse e o tipo de maus policiais que temos aqui em paraupebas, nao generalizo por que nao são todos, a alguns decentes ainda por aqui, agora mas essa do comandante da PM , ele tem que sair daqui o quanto antes, se nao ele ainda vai matar alguem, e nao e so ele nao, a varios exaltados aqui ta? fiquem sabendo disso que quando bebem, ficam mostrando suas armas na vizinhança e senhores e senhoras e a pura realidade.

  11. Dra Ursula Hage

    9 de agosto de 2011 - 17:19 - 17:19
    Reply

    É preocupante que uma autoridade resoonsável por zelar pela ordem e disciplina de seus gerenciados tenha uma postura tão degradante. Tal fato aconteceu num Sítio de um conhecido meu, o Sr. Clayton, ex-funcionário da Vale e que para o seu lazer adquiriu uma chácara na Vila Palmares II. Parecia uma preça de guerra, quando o Comandante Roberto efetuou vários disparos, em função de seu estado de embriaguês. Este fato ocorreu há mais ou menos um mes. Ontem, escutando o programa de meu amigo Demerval, na Arara Azul, divulgou-se que novamente o dito Comandante, novamente movido pela embriaguês promoveu um quebra-quebra no Bar Opção, de meu amigo e trabalhador Willian, chegando a espancar e humilhar um pobre garçon, não satisfeito, ainda efetuou, novamente varios disparos, na mesma madrugada no BAR SPORT CENTER, em frente ao Terminal Rodoviário de Parauapebas. Pelo amor de Deus, como esse Comandante irá lidar com seus Policiais quando estes praticarem algum deslizes, ou será que ele é daqueles: “FAÇA O QUE MANDO, MAS NÃO FAÇA O QUE FAÇO.”

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *