Hiroshi Bogéa On line

Nove casas noturnas são interditadas em Belém

 

 

Nesta segunda-feira (04), o Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBM) noticiou a operação de vistoria realizada em cima das casas noturnas de Belém. Entre elas, nove continuam interditadas.

Cobranças foram demandadas de imediato às casas noturnas autuadas. A adaptação das saídas de emergência é fator proeminente e imperativo, não deixando de denotar a obrigatoriedade de portas duplas para acomodações a partir de 200 pessoas. Também, revestimentos com materiais anti-chamas fazem parte da pauta de reivindicações das vistorias realizadas entre os dias 29 de janeiro e 03 de fevereiro, pelo Corpo de Bombeiros Militar do Pará.

Outras mudanças também são necessárias, de modo a garantir por completo a segurança do público consumidor, segundo as Polícias Militar e Civil, entre elas, a obrigação em situar, ao lado da bilheteria do estabelecimento, a lotação máxima do ambiente, oficialmente emitido pelo CBM que define este número, bem como, o uso de extintores polivalentes, visto que, também, está apontado como fator relevante de segurança e, portanto, obrigatório.

Importante dizer que, idéias e discussões a respeito de uma mudança curricular nos cursos de formação dos agentes de segurança também são temas agora amplamente discutidos na esfera da Segurança pública.

Ao mesmo tempo, de suma importância é lembrar que, você,também, pode ser atuante nessa fiscalização, podendo denunciar irregularidades aos órgãos competentes.

Post de 

1 Comentário

  1. Bia

    4 de fevereiro de 2013 - 19:03 - 19:03
    Reply

    Caríssimo, essa tragédia ocorrida em Santa Maria pelo menos serviu para uma coisa, abriu os olhos das autoridades, atentar para as normas de segurança em casas noturnas, está virando febre, isso muito me intrigada saber que só as casas noturnas, ou seja, bares e restaurantes serão alvos da medida preventiva contra incêndio e pânico. Manifestei-me anteriormente, e volto a repetir, essa decisão deveria atender a todos os ambientes de aglomeração, veja você, a exemplo das igrejas com forte tendência de verticalização, assim como shopping center, auditórios, etc…
    Eu pergunto será que teremos que assiste a outras tragédias para que haja as devidas normatização legal em outros seguimentos?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *