Hiroshi Bogéa On line

Nova reza

Uma das diretrizes do novo modelo de gestão da Secretaria de Integração Regional é o fortalecimento da noção de “pertencimento” do povo paraense. Com o perdão de minha abestada ignorância, posso perguntar que diabo é isso?!!
O povão irá imaginar trata-se de alguma penitência.

Post de 

9 Comentários

  1. crisblog

    20 de junho de 2007 - 13:12 - 13:12
    Reply

    Adorei a explicação do Pontes.

    Olhe, essa é pra vc…uma “nova reza”… para salvar o dia…acho que a coisa vai pegar hoje na Federal !

    Eros e Psique

    (Fernando Pessoa)

    Conta a lenda que dormia
    Uma Princesa encantada
    A quem só despertaria
    Um Infante, que viria
    De além do muro da estrada.

    Ele tinha que, tentado,
    Vencer o mal e o bem,
    Antes que, já libertado,
    Deixasse o caminho errado
    Por o que à Princesa vem.

    A Princesa Adormecida,
    Se espera, dormindo espera,
    Sonha em morte a sua vida,
    E orna-lhe a fronte esquecida,
    Verde, uma grinalda de hera.

    Longe o Infante, esforçado,
    Sem saber que intuito tem,
    Rompe o caminho fadado,
    Ele dela é ignorado,
    Ela para ele é ninguém.

    Mas cada um cumpre o Destino
    Ela dormindo encantada,
    Ele buscando-a sem tino
    Pelo processo divino
    Que faz existir a estrada.

    E, se bem que seja obscuro
    Tudo pela estrada fora,
    E falso, ele vem seguro,
    E vencendo estrada e muro,
    Chega onde em sono ela mora,
    E, inda tonto do que houvera,
    À cabeça, em maresia,
    Ergue a mão, e encontra hera,
    E vê que ele mesmo era
    A Princesa que dormia.

    Beijus!

  2. hiroshi

    19 de junho de 2007 - 11:32 - 11:32
    Reply

    Caríssimo deputado, a observação do post não se refere a existência da palavra. É um manifesto de espanto pelo uso de expressão “pesada” demais na tarefa de comunicar-se com o povão. Ou seja, pelo que foi dito, deve ser exclusivo “pertencimento” da elite intelectual que ignora os “pertences” simples de compreensão dos Joãos e Marias das esquinas desse Pará habitado 50% por pessoas vivendo abaixo do nível da pobreza.

  3. Quaradouro

    19 de junho de 2007 - 06:39 - 6:39
    Reply

    Os cupins da minha casa não são minha “pertença” nem meu “pertencimento”. São do diabo! eheheh

  4. Anonymous

    19 de junho de 2007 - 03:18 - 3:18
    Reply

    Exemples de emprego da palavra:

    “Essa verba do convênio do Aeroclube é pertencimento de meu namorado.” (ANA)

    “Essas moças que fazem unha e maquiagem são pertencimentos de meu Gabinete.” (ANA)

    “Essa vaga de Conselheiro do TCE é de meu pertencimento.” (ANA)

    “Esse avião que usei pra ir a Salinas com minha assessoria e à formatura de meu filho é de meu pertencimento.” (ANA)

    “Esse país com toda sua grana é de pertencimento de meu irmão.” (VAVÁ)

    “Essas fazendas ai do sul do Pará são de pertencimento de meu filhinho.” (LULA)

    E por ai vai…

  5. Parsifal Pontes

    19 de junho de 2007 - 02:53 - 2:53
    Reply

    Olá Hiroshi,

    Eu não sei em que contexto o Secretário usou o termo “pertencimento”, todavia, a palavra, embora seja um diacronismo (termo antigo que caiu em desuso), é um substantivo que tem como significado “atribuição, prerrogativa”.
    Ainda é usado, por alguns advogados do século passado (calma, não faz tanto tempo assim que o século passado passou), para dizer que tal assunto é “pertencimento” da justiça comum, ou da justiça do trabalho, ou coisa similar.
    Em Portugal o termo foi reduzido para “pertença” e ainda é usado para indicar propriedade ou domínio: “esta casa foi pertença do meu pai”, por exemplo.

    Um abraço,

    Parsifal

  6. Val-André Mutran

    18 de junho de 2007 - 21:13 - 21:13
    Reply

    Pertencimento? Meu Deus!

  7. Anonymous

    18 de junho de 2007 - 15:15 - 15:15
    Reply

    Esse PT é ruim mesmo hein.

  8. Anonymous

    18 de junho de 2007 - 15:02 - 15:02
    Reply

    kkkkkkkkkkkk o PT é mesmo muito divertido. Morro de rir das piadas contadas por LULA e sua trupe. Viram a última da Marta? Que bom saber que o PT de ANA também tem bom humor, olhem como são divertidas as criações deles!!!
    kkkkkkkkkkk

  9. Anonymous

    18 de junho de 2007 - 14:56 - 14:56
    Reply

    Mais uma das enrolações do senhor Andre Farias.Ele e bom nisso.Procure saber sobre a gestão desse senhor a frente da Secretaria de Meio Ambiente(SEMMA-Belém) e Secretaria de Planejamento(Parauapebas).Voce vera e pura enrolação.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *