Hiroshi Bogéa On line

Norte apresenta pior índice em números de médicos

 

 

Conforme pesquisa nacional do Conselho Federal de Medicina, enquanto o Sudeste comanda com 2,67 médicos por mil habitantes, o Norte apresenta tão somente uma média de 1,01, perdendo, também, para as regiões Sul (2,09), Centro-Oeste (2,05) e Nordeste (1,23).

De acordo com o professor da Universidade de São Paulo (USP), Mario Scheffer, a expectativa é que o país possa chegar a 400 mil profissionais de saúde este ano, equivalendo para o SUS 55,5% desse número.

Mesmo com o aumento considerado de registros médicos (superior a 4% ao ano), bem como, com abertura de novos cursos de medicina, nem todos os cidadãos são favorecidos, visto que, a porcentagem que assiste através do Sistema único de Saúde (SUS) é insuficiente.

Post de 

3 Comentários

  1. reflexão

    20 de fevereiro de 2013 - 06:53 - 6:53
    Reply

    Bacana falar em altruísmo UNILATERAL, e querer fazer o que está na moda,que é discurso politicamente correto,mas num pais que paga-se o maiore s impostos do planeta (e as Universidades são mantidas com nosso dinheiro,ninguem estuda de graça,o governo só está devolvendo o que nos toma)e além do mais,seu brasileiro com nome ingles, hoje náo dá mais certo querer obrigar na marra,um médico fazer o que não quer, é só a localidade ter infraestrutura,que logo vai ficar cheia de médicos, seja aonde for.O resto é balela.

  2. John Lenon da Silva

    19 de fevereiro de 2013 - 13:29 - 13:29
    Reply

    Sr(a). Reflexão, Para sua reflexão, medicina é uma profissão eminentemente altruística, temos como exemplo os médicos sem fronteiras, que viajam mundo a fora, indo a lugares muito piores do que esses lugares citados por você, ainda com o agravante de estarem em guerra. A verdade é que a grandíssima maioria não tem esse espírito, só pensam em ganhar dinheiro e levar uma vida de mordomias com os bons ganhos que a profissão proporciona. Temos que criar na legislação a realização do vestibular na universidade pública já especificando os locais nos quais os formados prestarão serviços pelo menos durante os primeiros dez anos de profissão…Afinal, só vai fazer vestibular na pública quem quiser, ninguém vai ser enganado. Nós somos um país que está em plena época de expansão e reconhecimento de direitos…Vcs não achariam justo?

  3. reflexão

    18 de fevereiro de 2013 - 21:45 - 21:45
    Reply

    Bogéa,com certeza, aquí em Marabá,essa média e bem mais alta, agora o senhor me diga uma coisa, como é que um médico vai morar em :São João,São Domingos,Apinagés,Bjo Grande,Bom Jesus,Abel Figueiredo,Rondon do Pará,Eldorado,Curionópolis,Itupiranga,N. Repartimento,etc Só se for fazendeiro também, nesses locais além de não ter suporte adequado para o exercício da medicina, no inverno ficam praticamente isoladas,sem estradas,quase todas, uma vergonha !

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *