Hiroshi Bogéa On line

Nordeste realiza carreata contra a divisão

 

 

A cidade que foi ponto de partida da campanha contra a divisão do Estado será também o cenário da última manifestação popular da Frente em Defesa do Pará antes do plebiscito.

Neste sábado (10), várias carreatas sairão de municípios do Nordeste paraense, seguindo na direção de Castanhal, onde vai ser realizado o encerramento da campanha nas ruas. Habitantes de Belém, Ulianópolis, Paragominas, Bragança, Capanema, Ipixuna, Mãe do Rio, São Miguel do Guamá, Aurora do Pará, Irituia e Santa Maria estão envolvidos na mobilização.

Sábado à tarde, alguns carros também sairão da capital em direção à Castanhal, onde acontecerá o momento mais esperado do evento. A partir das 17 horas, a sociedade civil em geral, lideranças políticas, empresariais e líderes comunitários vão se concentrar na Praça do Estrela. Assim que a carreata intermunicipal chegar ao local, todos irão se unir para fazer uma carreata dentro da cidade, retornando à Praça do Estrela.

“Vamos dar um grande abraço em Castanhal”, enfatiza o deputado Márcio vice-presidente da Frente contra Carajás. “Nós tivemos aqui (em Castanhal) o primeiro movimento contra a divisão no início da campanha. Apresentamos essa idéia da carreata à Frente, que aceitou. Em todos esses municípios por onde iremos passar há uma grande adesão, um grande engajamento”, completou o parlamentar.

 

Com informação de Keila Ferreira

Post de 

9 Comentários

  1. Raimundão

    10 de dezembro de 2011 - 02:10 - 2:10
    Reply

    Com exceção do Sul/Sudeste e Oeste do Pará, em todas as outras regiões do Estado, a maioria da população é contra a Divisão.

    NÃO e NÃO.

  2. George Cirqueira Leite

    9 de dezembro de 2011 - 16:44 - 16:44
    Reply

    Esse senhor que fala que é genuinamenete marabaense devia se apresentar e dizer quem é,pois eu sou marabaense, conheço esta terra como a palma da minha mão, e sei da história dessa luta há mais de 40 anos, e é justamente o contrário, as pessoas humildes é que muitas vezes são contra a divisão, em razão de serem manipulados pela mídia que de certa forma manipula o povão. 90% das pessoas de marabá e que têm cultura são favoráveis a divisão há muuuuuuito tempo.
    Meu nome é George Leyte,sou professor, e conheço a causa meu chapa.
    George Leyte

  3. Tocqueville

    9 de dezembro de 2011 - 15:05 - 15:05
    Reply

    Ao “Genuinamente Marabaense”,

    Lamento dizer que teu comentário não espelha a realidade. Em Belém, todos – povão e classe média – ostentam o adesivo do Não e Não. Hoje mesmo um motorista de táxi me disse, com fundamentos razoáveis, por que votaria no Não e Não.

    Prefiro acreditar que estás mal informado a crer que és desonesto.

  4. Anônimo Filho de Marabá

    9 de dezembro de 2011 - 14:49 - 14:49
    Reply

    Genuinamente Marabaense, brilhante seu comentário!Parabéns!.

  5. Anônimo Filho de Marabá

    9 de dezembro de 2011 - 14:44 - 14:44
    Reply

    Hiroshi, amanhã será um dia histórico,para o POVO do PARÁ. Em especial aos habitantes da região do NORDESTE do estado. Vai ser a maior CARREATA de todos os tempos. Estarei saindo aqui de Marabá, amanhã as 04:00 h, da madrugada para me juntar a todos, em CASTANHAL. NÃO E NÃO! NINGUÉM DIVIDE O NOSSO PARÁ!

  6. Anônimo Filho de Marabá

    9 de dezembro de 2011 - 14:37 - 14:37
    Reply

    Tal (célio) das 12:34, aprende pelo menos fazer comentários seu”IDIOTA”. NÃO E NÃO! NINGUÉM DIVIDE O NOSSO PARÁ!

  7. Genuinamente marabaense

    9 de dezembro de 2011 - 13:39 - 13:39
    Reply

    “Um detalhe que observei ao longo da campanha pró-divisão do Pará é que, a grande maioria dos adeptos é de pessoas simples, pouca formação escolar e política – POVÃO mesmo, vindos de todos os lugars e cantos.

    Observei, também, que outros que chegaram puxando a cachorrinha, com uma mão na frente e a outra atrás – hoje é prefeito, vereador, deputado, senador, dono de jornal, de comécio, televisão, fazendas, terras, serrarias e tudo o mais existente na região, apoiados no governo da União, do Estado ou do Município.
    Se tudo isso NÃO bastasse, querem MAIS, ou seja, o seu próprio ESTADO. Será que é para resolver os problemas do POVO?

    Por outro lado, pessoas com melhor formação escolar e política, CONTRA a separação, são cidadãos da classe média que vivem do seu trabalho, emprego, profissão. Verdadeiros contribuintes e sacrificados na hora de pagar a conta, para garantir o custo da saúde, da educação que todos reclamam e, ocorre em todos os cantos do Brasil, de Norte ao Sul, de Leste a Oeste; no Brasil e no Mundo, enquanto o povo NÃO souber escolher e decidir acerca do seu próprio destino.”

    SÓCRATES, mesmo NÃO sendo de Marabá falou:
    “Um homem, para ter valor no mundo, precisa ter INSTRUÇÃO”

    Viva a INSTRUÇÃO!
    Viva a DEMOCRACIA!
    Viva a Soberania Popular!
    E, Viva Sócrates, incansável defensor do povo!

  8. Celio

    9 de dezembro de 2011 - 12:34 - 12:34
    Reply

    O uso descarado da máquina pública destas cidades seguindo ordens do governo central.

  9. sssss

    9 de dezembro de 2011 - 10:37 - 10:37
    Reply

    É isso aí povo paraense, é assim que se caminha rumo à vitória!!!!! É NÃO E NÃO NELES!!!!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *