Hiroshi Bogéa On line

Nome leve

Do advogado e ex-deputado estadual Plínio Pinheiro Neto sobre a provável candidatura a prefeito do médico Jorge Bichara (PV), presidente da Fundação Zoobotânica de Marabá e da Unimed Sul do Pará:

Qualquer dos nomes listados que vier a ter o apoio do Prefeito Tião Miranda, não dará a ele a sensação de ter contribuído, significativamente, para a sua eleição, pois são nomes que militam desde muito na política e já possuem faixa própria de trânsito.Creio que o melhor nome para que o nosso Prefeito possa fechar a boca dos que contestam o seu prestigio eleitoral e mostrar que o trabalho magnífico que vem desenvolvendo encontra eco no seio de nossa gente, é o do médico Jorge Bichara, homem sério, honrado, amante de Marabá, de passado e presente ilibados, a par de ser um competente médico e um ecologista de primeira água, quando poucos falavam em defesa do meio-ambiente.Ecologista com trabalho significativo realizado e não apenas de discurso.Fiquei feliz e muitos com quem conversei disseram o mesmo, pois é uma oportunidade de fugirmos do marasmo e mesmice que dominam nossa política há tanto tempo.A viabilizar-se a sua candidatura, poder ter certeza, que as adesões a ela assustarão as armas e os barões assinalados.
Que achas?
Post de 

19 Comentários

  1. Val-André Mutran

    10 de maio de 2008 - 14:19 - 14:19
    Reply

    Sem dúvida amigo, mas vamos deixa essas figuras de lado.
    Macapápareceu-me um tanto caótica e abandonada.
    Contatei a Alcilene, mas a agenda foi apertadíssima.
    Estou prepaprando uma reportagem especial sobre a pauta que fui fazer.
    Grande abraço e continue provocando essas discussões inteligentes.
    Essa história dos garimpeiros, por exemplo, concordo plenamente com você: vai acabar muito mal.

  2. Hiroshi Bogéa

    10 de maio de 2008 - 13:44 - 13:44
    Reply

    Nada disso, nada disso. Plínio é uma pessoa de visão macro, conhece Marabá como ninguem. A repercussào positiva aqui na caixa de comentários da manifestação dele é uma prova disso.

  3. Hiroshi Bogéa

    10 de maio de 2008 - 13:35 - 13:35
    Reply

    Val, voce conhece mais do que eu como funciona esse lance aqui dentro da caixa de comentários. A maioria acessa para debater legal. Uns poucos para bagunçar e achincalar. Não há nenhuma razão para você responder à grosseria do 12:26 AM. Eu também as refuto, apesar de publicação do comentário. Poderia muito bem jogá-lo na lixeira, mas decidi pela publicação, consciente de que você teria esse comportamento de pessoa civilizada, decente e com uma formação de berço maravailhoso. Lhe conheço para afirmar isto.
    Sua presença aqui já está institucionalizada, parceiro.
    E aê, gostou de Macapá? Belíssima cidade, não? Terra da nossa querida Alcinéa….
    Abraços

  4. Val-André Mutran

    10 de maio de 2008 - 02:21 - 2:21
    Reply

    Caro Hiroshi,
    Em respeito ao seu blog vou me abster de responder a esse anônimo das 12h26, de todo, pelo vazio de sua agressão.
    Gente ôca é assim mesmo, faz de tudo para aparecer.
    Continuo acompahando os comentários dos que querem o debate em alto nível, e você sabe muito bem que meus comentários passam ao largo de gozação, pelo contrário, reforcei a questão central do debate; nesse caso, o de uma 3.a via nessas eleições. Sem dúvida, esse sim, é um debate que vale a pena.
    Estou postando de Macapá (AP), aguardando meu vôo de volta à Brasília.

  5. Anonymous

    9 de maio de 2008 - 03:26 - 3:26
    Reply

    Pode não ser um FURACÃO (como denomina o GOZADOR MUTRANIZADO DO GABINETE DO PSEUDO GIOVANNI), mas Jorge Bichara pode fazer a diferença com o apoio do atual gestor. Seria um nome que tião não precisaria se preocupar no futuro, já que os Bentes, Ipojucans, Catens, Magalhães e Salames são continuidade de um velho vicio.
    E vício na politica temos que desestruturar com o surgimento e a potencilização d enovos nomes, ou de nomes qeu podem e tem a competencia para isso. Quanto as intemperies da natureza só o tempo dirá..

  6. Anonymous

    8 de maio de 2008 - 23:18 - 23:18
    Reply

    HIROSHI,

    Esse negócio de DR. Não sei o Quê tá ultrapassado, ainda sobrevive no nosso parazão, mas temos que afastar essa gente “anelada”.

    Eles não têm compromisso com a terra e com o povo, só com os frutos.

    Temos que superar essa quadra histórica de Drs., fazendeiros e empresários, eles já mostraram o que podem fazer com nessa região, a despeito de todo potencial, nos afundam em trevas medievais.

    Ainda somos uma terra de mentes colonizadas, chegas desses “doutores”.

    Quanto à UNIMED e seus programas assistenciais, sinceramente, né!

    Merecemos mais, bem mais!

    Tem que ser povo!

  7. Anonymous

    8 de maio de 2008 - 18:31 - 18:31
    Reply

    Quem conhece o Unimed Vai a Escola que o DOUTOR Jorge Bechara lançou na zona rural de Marabá entende porque ele é uma pessoa qualificada e humana. São mais de mil crianças assistidas por dentistas, psicólogas, assistentes sociais, que visitam as escolas semanalmente e aplicam fluor e distribuem kits escolares. Sou professora numa localidade atendida por esse programa e posso afirmar quantos benefícios ele traz para as pessoas pobres.
    O próprio DOUTOR jorge Bechara aparece sempre aqui com seus amigos médicos da Unimed para ver como o programa esta andando.

  8. Anonymous

    8 de maio de 2008 - 15:43 - 15:43
    Reply

    A classe médica de Marabá, salvo raras exceções, nunca foi de prestar solidaroedade as camadas mais pobres da sociedade. Quase todos os médicos que vieram pra cidae tem o propósito apenas de ganhar dinheiro e nada mais. Quando uma pessoa como o DOUTOR JORGE faz o que a senhora Fátima conta é porque o coração do ser humano ainda bate forte.
    Fiquei emocionada lendo o que ele conta.

  9. Hiroshi Bogéa

    8 de maio de 2008 - 15:29 - 15:29
    Reply

    Val, todos nós conhecemos o Jorge. Ele é tudo isso, sim. Marabá estaria em boas mãos, caso ele fosse eleito prefeito da cidade. Com certeza.

  10. Val-André Mutran

    8 de maio de 2008 - 13:21 - 13:21
    Reply

    Hiroshi.
    Pelos comentários, veja só se é ou não é um furacão.

  11. Anonymous

    8 de maio de 2008 - 13:16 - 13:16
    Reply

    Moro em Belem há oito anos, sou casada, duas filhas e trabalho numa repartição pública estadual. Nasci em Marabá no bairro Santa Rosa e em 1998 minha mãe sofreu enfermidade que lguns médicos não identificaram sua origem. Numa consulta com o Dr. Jorge Bichara ele orientou que nossa família levasse mamãe para São Paulo. Como não tínhamos recursos para fazer a viagem, sem ninguém esperar, cinco dias depois, o Dr. Jorge fui a nossa casa, acompanhado da esposa dele, Dra. Chuca, para nos dizer que iria tentar arranjar passagem e algum dinheiro, conversado com amigos dele. Uma semana depois ele retornou com a passagem e um vakor em dinheiro que deu pra ir a São Paulo. Minha mãe, depois de cinco meses, voltou curada. O dr. Jorge Bichara, na época, a gente só conhecia de nome.Ele fez aquilo pela bondade do coração dele, nunca falou em política pra nós.
    Igual a esse caso, eu conheço muitas pessoas de marabá que estavam com problemas de saúde e o Dr. Jorge ajudou a curar, as vezes tirando dinheiro do próprio bolso.
    Alem disso, eu sempre acomoanhei com satisfação o amor que ele tem por Marabá, os exemplos que ele deixa de largar todos ios afazeres dele e ir para uma praça publica lutar contra a derubada de uma mangueira na praça mais importante de Marabá (Duque de Caxias). Na época que isso aconteceu, eo morava ainda la. Aquilo me comoveu. Acho ele uma pessoa linda como figura humana. Se o Dr Jorge for mesmo candidato a prefeito de Marabá, como meu titulo é da minha terra, ru irei votar nele, não apenas votar, mas fuicar uma semana antes na cidade pedindo votos pra ele.,
    Deus abençoe esse homem bondoso e que ama nossa terra como ninguém.
    Fátima Santos Pinheiro Silva
    Rua Humaitá, 1298, Ap.201
    Marco

  12. Anonymous

    8 de maio de 2008 - 13:04 - 13:04
    Reply

    DOUTOR JORGE É DEZ. SÓ QUEM CONHECE O QUE ELE FAZ PELAS CRIANÇAS DA ZONA RURAL COM UM PROGRAMA DE ASSISTENCIA NA ESCOLA E NA ÁREA DE SAUDE , COM APOIO DA UNIMED, ENTENDE A IMPORTANCIA DELE PARA TODOS NÓS.
    MARIA DE NAZARÉ , PROFESSORA.

  13. Anonymous

    8 de maio de 2008 - 13:01 - 13:01
    Reply

    O Dr. Jorhe Bichara não e apenas reserva moral.
    É um cidadão comprometido com a nossa terra, amante verdadeiramente de tudo o que é nosso. É a opção ideal para todos nós eleitores. Tomara ele venha mesmo a ser candidato a prefeito de Marabá.

  14. Anonymous

    8 de maio de 2008 - 03:12 - 3:12
    Reply

    O Jorge realmente tem uma folha de serviço prestado em Marabá. O meio ambiente que o diga. Mas não acho que seja um nome forte para o momento que a política exige. De qualquer forma é um nome que pode surgir no cenário político. Ele poderia começar como muitos: sendo vereador ou um vice. É gente boa!!!

  15. Anonymous

    8 de maio de 2008 - 01:58 - 1:58
    Reply

    Não concordo, acho que o Jorge não está preparado para enfrentar abutres como a Vanda, Júlia Rosa, e o próprio Evaldo, irmão dele.
    Luís Adriano

  16. Anonymous

    8 de maio de 2008 - 00:43 - 0:43
    Reply

    BOM, MUITO BOM!!!tái o nome qe faltava para entrar no cenário. Resta saber se os MESMICES,vão ter coragem de entrar para campanha para debater propostas com um novo nome em cena.

    È Jorge colocar o time e fazer o diferencial nestas eleições.

  17. Val-André Mutran

    8 de maio de 2008 - 00:28 - 0:28
    Reply

    Sem dúvida um nome arrasa quarteirão, digo, eleição.

  18. Anonymous

    7 de maio de 2008 - 23:54 - 23:54
    Reply

    Você está correto, das 7:21PM. O Jorge é uma reserva moral deste município. Se ele for candidato, voto nele.
    Maria Chaves Lima – Bairro do Amapá.

  19. Anonymous

    7 de maio de 2008 - 22:21 - 22:21
    Reply

    Muito interessante essa proposição, acho um nome ideal para assumir a prefitura na atual conjuntura. Pois , com os atuais nomes velhoe s econhecidos, corrompido pelo tempo não tem como a sociedade suspirar melhor no futuro.

    SERIA UMA RENOVAÇÃO TOTAL

    Ele é muito diferente do seu mano Evaldo que é campeão em puxasaquisse.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *