No remanso dos lagos

Publicado em 5 de janeiro de 2010

Passados quinze dias do lançamento da pré-candidatura de Sebastião Miranda (PTB) ao governo do Estado, rápida como surgiu  -, empacou.

Nem saiu do lugar, melhor dizendo.

Ao contrário de alguns prognósticos, inclusive aqui no blog,  a novidade não ganhou a repercussão que se esperava, como ponto de partida para um projeto destinado a transformar-se na chamada terceira via.

A própria imprensa de alguns municípios importantes regionais, como Parauapebas, Redenção, Xinguara e Santarém, deu pouca, ou quase nenhuma importância à proposta estadual do PTB.

Descontando o hiato das festas de final de ano, o nome de Tião Miranda pré-candidato a governador deveria pelo menos ter tido boa visibilidade nos comentários variados das esquinas, bares e salões gerais.

Não teve.